Bolsonaro diz que Alexandre Moraes “quer censurar as mídias sociais”

0
53

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, em entrevista ao Balanço Geral de Maringá (PR), que existe uma perseguição a ele por parte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. O mandatário que afirmou o magistrado patrocinou inquéritos sobre disparos em massa apenas para atingir o governo.

“Tem inquéritos lá no Supremo, patrocinados pelo senhor Alexandre de Moraes. Ele vive me acusando de disparo em massa. Quem dispara em massa para mim são as pessoas pelo Brasil, chamadas ‘tias e tios do zap’. Essas pessoas que fazem esse trabalho”, disse Bolsonaro.

Em fevereiro do ano passado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Julgou improcedentes duas ações para cassar a chapa Bolsonaro/Mourão pela prática de abuso do poder econômico por fotografia em massa de mensagens pelo Whatsapp promovendo Bolsonaro e Mourão e atacando os acessórios. A legislação eleitoral proíbe a prática de disparo de mensagens.

0

Alguns, o ministro de Moraes determinaram que os representantes da Polícia Federal foram acusados ​​de inquérito que investigam notícias falsas e contra ataques. a Corte e os magistrados.

“Não existe disparo em massa. Querem arranjar uma maneira de atingir o governo. O senhor Alexandre de Moraes quer censurar as mídas sociais, isso não pode acontecer, porque é a nossa liberdade de imprensa. A mídia tradicional nada fala a isso aí”, reclamou o chefe do Executivo.

Moraes também foi protagonista em outras que investigaram aliados do presidente, o que deixou Bolsonaro ainda mais incomodado. Em março, por exemplo, o magistrado decidiu o bloqueio do Telegram no Brasil. Defendida pelo presidente Bolsonaro, o Telegram é uma das redes sociais onde ele também tem mais seguidores.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here