Hum motim na penitenciária de Santo Domingo de los Tsáchilas, Equador, deixou ao menos 43 mortos nesta segunda-feira (05/09). O ministro do Interior do país, Patricio Carrillo, afirmou em coletiva que os confrontos entre duas organizações criminosas rivais.

O grupo Los Lobos teria entrado em conflito contra o grupo R7. Foi a intervenção das Forças Armadas e da Polícia Nacional para proteger os perímetros necessários ao redor do presídio.

O ministro afirmou que a maioria dos óbitos se deu por uso de arma branca, e não arma de fogo. Os corpos “foram expostos e agredidos nos pavilhões e celas” e 112 detentos já tentados sendo recapturados108 estão foragidos, disse Carrillo.

No mínimo 13 internos foram atingidos e, pela gravidade das dificuldades, é o número de mortes próximas nas horas.

Como acredita que o tumulto possa começar depois da transferência de um líder de grupo de controle, para outra penitência, Bellavista. Em 2021, 316 detentos foram mortos em conflitos em prisões no Equador, por diferentes disputas entre gangs.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here