Salários do Auxílio Brasil são maiores em algumas regiões do país. Nessa semana, um levantamento do Ministério da Cidadania comunicados quais são os estados com o maior pagamento pelo projeto. A mensalidade máxima de R$ 400 vem sendo liberado para mais de 17 milhões de pessoas. Confira

Saiba qual região do país recebe os valores mais altos do Auxílio Brasil (Imagem: FDR)
Saiba qual região do país recebe os valores mais altos do Auxílio Brasil (Imagem: FDR)

Os repasses fazem Auxílio Brasil são a principal fonte de renda de parte significativa da população vulnerável. Segundo o Ministério da Cidadaniao programa contempla 17,5 milhões de famílias que nesse momento não possuem emprego.

Valor do Auxílio Brasil por região

Os estados com as maiores mensalidades do programa se localização na região Norte. De acordo com o levantamento do próprio Governo Federal, 23 municípios têm valores médios acima de R$ 420.

No Amazonas e em Roraimao pagamento médio é de R$ 439ou seja, 9% maior que o abono do programa que fica em torno de R$ 403. Somando todos os estados do Norte, há 2,1 milhões de seguros.

Já o Nordeste se mantém como a região com mais contemplados: 8,5 milhõesseguido do Sudeste, com 5,2 milhões. No Sul são 1,2 milhão de famíliase no Centro-Oeste, 926 mil.

Tabela de valores do Auxílio Brasil [atualizada]

Tipo de benefício Valentia
Benefício Primeira Infância R$ 130 por exclusivo (limitado a 5 benefícios)
Benefício Composição Familiar R$ 65 por exclusivo (limitado a 5 benefícios)
Benefício de Superação da Extrema Pobreza Calculadores de valor entre cada família
Auxílio Esporte Escolar R$ 100 + parcela única de R$ 1.000
Bolsa de Iniciação Científica Junior R$ 100 + parcela única de R$ 1.000
Auxílio Criança Cidadã R$ 200 (turno parcial) e R$ 300 (turno integral)
Auxílio Inclusão Produtiva Rural R$ 200 por família
Auxílio Inclusão Produtiva Urbana R$ 200 por família
Benefício Compensatório de Transição Valor será calculado para cada família

Regras de concessão

  • Ter renda familiar per capita de até R$ 89; ou
  • Ter renda familiar per capita de até R$ 178 (no caso de adolescentes que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças e/ou até 17 anos);
  • Estar inscrito no CadÚnico;
  • Estar com dados atualizados no CadÚnico há, pelo menos, dois anos.

O que você achou? Siga @fdrnoticias sem Instagram para ver mais e deixe seu comentário clicando aqui.

Eduardo Andrade

Maria Eduarda Andrade é mestra em ciência da linguagem da Universidade Católica de Pernambuco, modelada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do marcas nacionais de Pernambuco, além de assessorar como Devassa, Heineken, Algar Telecom e Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDRonde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.