Celular usado cresce 29% na América Latina; Apple e Samsung lideram | Celular

0
65

A América Latina foi a região que teve o crescimento mais expressivo nas vendas de celulares usados ​​em 2021. O aumento foi de 29%, contra uma média global de 15%, de acordo com um levantamento da consultoria Counterpoint Research. A pesquisa mostrou que a Maçã manter a liderança nesse mercadoseguida pela Samsung.

Os preços de smartphones novos nas alturas estão entre os motivos para que a clientela opte por produtos recondicionados. No mesmo período, a venda de celulares novos cresceu 4,5%.

Crescimento global nas vendas de smartphones (recondicionados) em variados regiões — Foto: Global Refurbished Smartphone Tracker

O mercado latino-americano teve quase o dobro da média global. A Índia, país com o segundo maior mercado de smartphones, figurou no segundo lugar com 25% de aumento. As vendas de celulares nesse formato também aumentaram nos Estados Unidos, com alta de 15%.

Entre os mercados globais de análise, o continente africano foi a região com o menor crescimento, apenas 4% abaixo da média (15%).

Um dos principais motivos para o aumento da oferta de smartphones usados ​​foi justamente o crescimento da demanda por modernidade com a internet 5G. Muitos tomarão a decisão de fazer upgrade para modelos de modelo com tipo de tecnologia em programas TrocaThat desconto em celulares novos na troca do aparelho antigo. Com o proprietário de sua propriedade, o que consequentemente a venda.

Conheça os destaques do Galaxy S21

Conheça os destaques do Galaxy S21

Maçã e Samsung domine esse mercado com estratégias para recircular os produtos. Há alguns dias, um Samsung adicionado os recentes Galaxy S21, Galaxy S21 Plus e Galaxy S21 Ultra (todos os três atualizados com 5G) à lista de aparelhos reformados disponíveis na loja online para consumidores nos Estados Unidos. Já a gigante de Cupertino possui o Maçã Negocie em nenhum território americano.

Ainda de acordo com a consultoria, a pauta da sustentabilidade também não houve aumento de vendas tão expressivo das usadas nos Estados Unidos, na Europa e no Japão.

Outra explicação para o resultado é a relatório global de chips e outros componentes eletrônicos, que forçou grandes revendedores do mundo ofertar mais aparelhos recondicionados. Este também é um dos fatores responsáveis ​​pelo aumento geral dos preços de eletrônicos e pelo atraso na produção de carros em montadoras.

Com informações de Pesquisa de Contraponto

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here