Unidos da Tijuca desfila com enredo sobre indígenas

0
67

A Unidos da Tujica possui quatro títulos de campeã do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro, sendo o último em 2014. A escola é a quarta a desfilar, já na madrugada deste domingo (24/4), na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro.

Com o enredo Waranã – A Reexistência Vermelha, a escola vai falar sobre a importância da autonomia e a luta dos povos indígenas. A maior plantação de guaraná do mundo fica em Presidente Figueiredo, no Amazonas. O fruto faz parte do enredo.

A Unidos desfila no Carnaval20 e aborda ater da etnia 2 do livro guaraná Separe nos contos contidos no povo, o sagrado do escritor Sateré-Mawé, Yaguarê-Mawé, do escritor Sateré-Mawé, Yaguarê-Mawé.

O carnavalesco Jack Vasconcelos leva muita história e emoção com o desfile 2022.

Lexa

Desde 2020, a cantora Lexa assumiu o posto de rainha de bateria da Unidos da Tijuca. Após quase dois anos sem Carnaval, a cantora disse que está se preparando há meses para pisar na avenida.

“Eu cheguei agora dos Estados Unidos, há uma semana, mas sempre que posso eu estou na minha Tijuca, nos ensaios. Voltei agora de uma rotina intensa de shows, mas me preparo sempre entre dezembro, janeiro para estar aqui”, disse a cantora Lexa ao Metrópoles.

Durante todo o dia, ela conta que ficou admirando outras escolas, pessoas queridas se alimentou bem. “Encontrei umas amigas e comi um bom prato de arroz e carne”, contorna a cantora.

A paixão pelo Carnaval não é de agora, ela conta que desde criança já desfilava. “A primeira vez que desfilei foi com 11 anos, como estudante, no grupo de acesso B. Graças a Deus eu tenho meu trabalho reconhecido como cantora, eu venci na vida, mas eu vim da comunidade, tenho uma história com o samba. Então eu tô aqui não é por mídia, não é por fama, é por amor”, completou Lexa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here