TJ-SP manda vender criptomoedas de homem que deu golpe de R$ 1 mi

0
48

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou que as corretoras de criptomoedas de um homem devem ser entregues um cheque sem fundo. Em, ele deu um golpe de R$ 1 milhão em uma empresa do Paraná, que buscou a justiça do homem seja para suma que mais. Abaixo, confira os detalhes.

É que você provavelmente também gosta:

Itaú começa a vender criptomoedas

como melhores criptomoedas para investir e ganhar dinheiro em 2022?

TJ-SP manda vender criptomoedas de homem que deu golpe de R$ 1 mi

Em suma, a 2ª Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro tentou bloquear como criptomoedas suspeitas no Sisbajud (Sistema de Busca de Ativos do Poder Judiciário). O mesmo liga os órgãos jurídicos ao Banco Central para facilitar as solicitações de informações sobre crimes financeiros.

Apesar disso, a primeira ordem judicial não teve o efeito esperado. É dito isso, pois ela inclui somente os Bancos mais, onde o homem não tinha dinheiro. Assim, a empresa credora precisa identificar novos bens possíveis de penhora como forma de pagamento da dívida.

Em nova decisão, a 2ª Vara Cível deveria determinar que a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) buscasse bens aplicados à previdência privada e bloqueá-los. Entretanto, a medida vai além, e deve bloquear e as criptomoedas que o proprietário possui.

Além disso, os órgãos de Justiça vêm intensificando o combate a crimes do tipo. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) criou um núcleo especializado em investigar crimes com criptomoedas. Especialistas em segurança cibernética defendem que, até o momento, a de dinheiro usando, éter e outras moedas é uma arma de hackers para esconder vestígios de suas operações.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então não siga não canal do youtube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Contração muscular e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: Igor Faun / Shutterstock.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here