ONS fornecer alta em todos os reservatórios brasileiros até o fim de abril

0
26

Até o fim de abril, todos os reservatórios brasileiros devem registrar uma alta no volume hídrico, quando comparado com o mês anterior. É o que projeta o boletim mais recente do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), divulgado nesta semana. De acordo com o informe do cenário positivo tem influência dos índices, grandes índices pluviométricos presentes no país.

Após uma leve queda no mês anterior, o armazenamento do subsistema Sudeste/Centro-Oeste se recuperou e deve chegar em 67,3% até o fim de abril, segundo o boletim do ONS. Na última previsão, a previsão era que a região, responsável por grande parte da geração de energia do Brasil, fechasse o mês com um volume máximo de 66%.

O subsistema, que se recupera de uma água do Sul, tem previsão de alta superior a 3,5% no volume hídrico dos reservatórios em abril, frente a março. Com isso, as usinas da região podem chegar a uma capacidade máxima de 59,6%. Apesar da recuperação, os reservatórios do Sul, os piores indicadores do país, ainda causados ​​pela maior seca da região nos últimos 90 anos.

Já com melhores resultados entre as regiões brasileiras aparecem como usinas hidrelétricas do Nordeste e Norte do país. Respectivamente, segundo o ONS, os reservatórios das regiões devem apresentar 97,2% e 99,7% até o fim de abril.

Os bons resultados dos reservatórios são puxados pela maior quantidade de chuvas para o mês. Na região Sul do país, as precipitações serão 45% mais volumosas em comparação com a média histórica do período. A região Norte do Brasil terá 5% acima do esperado para o subsistema no mês de abril. Já Sudeste o Centro-Nordeste e o País terão um volume padrão para o período apresentará hídrica.

“Na próxima semana, áreas de instabilidade ocasionais chuva fraca a medida nas bacias do Uruguai, Jacuí e Iguaçu, no Sul do país. Em comparação com os valores estimados para a semana em curso da semana, prevê-se para a próxima ascensão da ascensão nas afluências do subsistema Sul. A previsão mensal para abril indica a ocorrência de afluências um pouco abaixo da média histórica para os subsistemas Sudeste e Nordeste e acima da média histórica para os subsistemas Sul e Norte”, um trecho do boletim do ONS.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here