Argentina não editará acordo de US$ 45 bi com dívida FMI, diz ministro da Economia

0
22

Governo peronista fechou um acordo com o credor internacional no início de março para evitar um calote. (Imagem: REUTERS/Agustín Marcariano)

O ministro da Economia da ArgentinaMartin Guzmán, disse na sexta-feira que um acordo de dívida de 45 bilhões de dólares com o Fundo Monetário Internacional (FMI) não será alterado, após uma reunião com a chefe do FMI, Kristalina Georgieva.

“Não vamos mudar os objetivos do programa com o FMI”, disse Guzmán à mídia local.

O governador peronista de centro-esquer do país sul-americano, decidir pelo presidente Alberto Fernándezfechou um acordo com o credor internacional no início de março para evitar um calote.

O longo o estabelecimento de um novo de financiamento ao longo de 30 meses para um programa de força de 57 bilhões de dólares, após 2018, de acordo com o país de grãos de grão de trabalho alterou em 30 meses, substituindo em espiral e fuga. capitais.

No entanto, Guzmán alertou, sem que haja uma mudança de ênfase para focar a segurança social devido às consequências da invasão russa da Ucrânia, que tem alimentado a inflação mundial.

Siga o Money Times no Instagram!

Conecte-se com o mercado e tenha acesso a conteúdos sobre seu dia como notícias que enriquecem! Sete dias por semana nas 24 horas do dia, você terá acesso aos assuntos mais importantes e comentados do momento. E ainda melhor, um conteúdo multimídia com imagens, vídeos e muita interatividade, como: o resumo das principais notícias do dia no Minuto Money Times, o Money Times Responde, em que nossos jornalistas tiram dúvidas sobre investimentos e tendências do mercado, e muito mais . Clique aqui e siga agora nosso perfil!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here