Amazon, Paramount e Netflix, todo mundo agora quer entrar no futebol

0
48

A novidade da Copa do Brasil neste meio de semana foi a estreia da Amazon Prime em desportivos. A bandeira de streaming da colossal Amazon contour com o ex-global Tiago Leifert e o influenciador Casimiro em sua primeira transmissão, no jogo entre Juventude e São Paulo, que terminou empatado em 2 x 2, na última quarta-feira 20/4).

Críticas, muitas críticas à transmissão Houve. Falaram que faltou emoção e que a narração de Leifert é “tão contagiante quanto entrevistas do técnico Rogério Ceni”. Também que Casimiro exagera em querer fazer piada o tempo inteiro.

Nada disso parece ser importante neste momento. Importante mesmo é observar que existe uma revolução neste mundo das transmissões esportivas. Tempo depois da poderosa Rede Globo deixará de ser a “dona do pedaço esportivo no segmento esportivo, o que parece mais novas plataformas em campo irreconhecível que significa um novo movimento em movimento irreparável.

A Paramount Global – dona de várias marcas, dentre elas a MTV Basta – decidiu disputar os direitos da Copa Libertadores da América e projeta ter as partidas para o seu streaming, o Paramount+, que já exibe em países.

Segundo a Conmebol, uma decisão sobre quem vai transmitir a Copa Libertadores e Sul-Americana (período 2023 a 2026) será conhecida no dia 6 de maio.

Além do SBT, atual dona dos direitos da TV aberta, tem a Globo tentando outras desesperadamente, e mais oito emissoras, entre elas, Paramount (Paramount+), Disney (STAR+/ESPN /FOX); Warner Media (HBO Max); e Claro/SKY (Conmebol TV).

E a Netflix, onde é que entra nessa história? O que falta para a maior plataforma de streaming também investir no futebol?

Ted Sarandos, co-CEO da Netflix, participa de uma teleconferência para apresentar os resultados do primeiro trimestre da empresa. Para ele, não há certeza de que consiga um grande fluxo de lucro com a adição de um fluxo de esportes ao vivo, mas também não descartou essa possibilidade:

“Não estou dizendo que nunca teremos esportes ao vivo, mas é necessário ver um caminho para trazer um grande fluxo de receita e um grande fluxo de lucro com isso”, disse Ted Sarandos.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também não Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e as notícias direto no seu Telegram? Entre não canal das metrópoles.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here