Twitter veta anúncios que desafiam a ciência das mudanças climáticas

0
67

Crédito: AFP/Arquivos

Twitter quer impedir que negacionistas das mudanças econômicas ganhem dinheiro pela plataforma (Crédito: AFP/Arquivos)

O Twitter anunciou nesta sexta-feira (22) o Dia da Terra, que não permitiria anúncios que neguem a realidade das mudanças climáticas.

O anúncio em um momento em que ocorre uma tentativa de rede social de uma compra indesejada pelo defensor bilionário Elon Musk deve ser capaz de ser capaz de capacitar o que querem na plataforma.

+ Elon Musk diz que garantiu US$ 46,5 bilhões em financiamento para comprar Twitter

“Anúncios enganosos no Twitter que contradizem o consenso científico sobre o clima estão proibidos, em linha com nossa sustentabilidade sobre conteúdo impróprio”, disse Casey Junod, executivo de empresa global da empresa, por meio de seu blog oficial.

“Acreditamos que a negação das mudanças não deve ser monetizada no Twitter, e essa desonesta deve alterar as considerações sobre a crise que não acrescentou”.

No passado, as mudanças importantes de informações foram informadas Twitter Não temático que ajuda os usuários a conversas sobre clima e implementou centros de informações “confiáveis ​​e oficiais” em uma lista de recursos climáticos, incluindo a ciência por uma lista de recursos climáticos.

“Reconhecemos que informações enganosas sobre o clima podem minar os exercícios para proteger o planeta”, afirmou Junod. “Agora, mais do que nunca, uma ação significativa, por parte de todos nós, é crucial.”

Por mais tentador que seja ter acesso à fortuna de Musk, o Twitter não quer ficar sob a direção do magnata, conhecido por ir direto ao ponto sem pesar muito como consequências.

A plataforma tomou medidas para evitar que Musk assuma o controle de todas as ações do Twitter, pois as preocupações com que ele poderia dar à empresa superam a direção da administração.

No início de abril, Musk fez uma oferta não solicitada de 43 bilhões de dólares para comprar uma rede social, sob o argumento de que queria dar aos usuários maior liberdade de expressão.

Musk defende que o conteúdo não é moderado, uma questão sensível em perfis especiais nos perfis de personalidades famosas como o ex-presidente Donald Trump, que foi banido da plataforma por seus apoiadores o ataque ao Capitólio por seus apoiadores, que recusou os resultados da eleição presidencial de 2020.

Mas a campanha Musk também despertou preocupações entre especialistas em tecnologia e liberdade de expressão. Eles ressaltam como declarações imprevisíveis de Musk e seu histórico de críticos, que contradizem seus objetivos críticos.


Saiba mais

+ Nova Montana: 3ª geração da picape da Chevrolet chega em 2023
+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here