Saiba quais são os principais erros na Declaração do Imposto de Renda

0
77

Em 2022, o Imposto de Renda (IR) completa 100 anos de existência. Desde sua sua educação hoje, o seu desenvolvimento continuado, o seu desenvolvimento continuado, o financiamento da saúde pública, o cidadão, o cidadão, o desenvolvimento e a segurança do mesmo.

Como foi amplamente divulgado, o prazo de envio da declaração de imposto de 2022 foi prorrogado para o dia 31 de Maio. Então, agora é hora de reunir com calma todos os documentos e informações, para não ter erros na declaração do seu IR, e nem dúvidas na hora do preenchimento.

Quem deve fazer uma Declaração do Imposto de Renda?

Se você ainda tem dúvidas, veja abaixo a informação vinda diretamente da Receita Federal. São estas as situações em que os cidadãos estão legalmente obrigados a enviar uma Declaração de IR:

  • Recebeu rendimentos tributáveis ​​acima do limite, sem valor de R$ 28.559,70;
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ​​ou tributados exclusivamente na fonte acima do limite, sem valor de R$ 40.000,00;
  • Obteve receita bruta anual decorrente da atividade rural em valor acima do limite, no valor de R$ 142.798,50;
  • Pretendo a compensação desta atividade rural anterior ou de anos futuros, com as receitas ou os anos futuros;
  • Teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro do ano-calendário, de bens ou direitos, inclusive terra nua, acima do limite, sem valor de R$ 300.000,00;
  • Obter ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeitos à incidência do imposto;
  • Optou pela isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis antigos, seguido de aquisição de outro prazo de 180 dias;
  • Realizou operações em bolsas de valores, mercadorias, futuras e simuladas;
  • Passou à condição de residente no Brasil, em qualquer mês, e nessa condição se encontrou em 31 de dezembro do ano-calendário.

Agora, contribua com os principais erros cometidos suas Declarações para preenchimento e envio de declarações de IR.

Principais erros na Declaração do Imposto de Renda

Esquecer uma fonte de renda

Devem constar de sua declaração todos os valores recebidos ao título de:

  • salario;
  • aposentadoria;
  • pensão;
  • rescisão de trabalho;
  • FGTS, de pessoa física ou jurídica (para liberais);
  • desprezando;
  • aluguéis;
  • rendimentos de aplicações financeiras, dentre outros.

Esquecedor de declarar uma fonte de renda pode gerar muito transtorno. Essa falha é considerada uma omissão, mesmo que não tenha sido intencional.

Erros de digitação

Errar number of CNPJ, CPF ou até os valores são erros ocorridos por falta de atenção ou imprensa, mas podem colocar o contribuinte na malha fina do Fisco.

Para que isso não aconteça antes, deve-se conferir tudo de enviar. Revisar quantas vezes julgar necessário se sentir seguro.

Não conseguir alterar tudo

Sim, alguns não conseguem reunir todas as informações e enviar uma declaração com informações faltando. A solução para isso é fazer tudo com antecedência.

Se mesmo assim, não houver atraso no preenchimento de tudo por algum motivo, não permita enviar uma declaração, mesmo com informações em falta, para evitar uma multa de envio. Depois, faça uma retificadora.

Os valores dos imóveis e dos automóveis Atualizar na declaração

Não atualize os valores dos imóveis e dos automóveis na declaração. Uma vez que não seja obrigatório pelo valor de compra, não há valores obrigatórios para o valor de compra, que não devem ser considerados como valor de compra, que não devem ser considerados como valor de compra.

Atualizar o valor das ações na declaração

Do mesmo modo que a atualização do preço de imóveis e carros não é correta, outro erro comum é a atualização do valor das ações. Não faça isso. As ações devem sempre ser valores pelo valor médio de compra.

Não declarar movimentações efetuadas na aba de “renda variável”

Aqui, como renda variável, temos as ações e fundos imobiliários, por exemplo. Muita gente deixa de declarar como movimentações efetuadas na aba de “renda variável da declaração”.

Leticia Camargo, planejada financeiramente sobre CFP pela Associação Brasileira de Planejamento Financeiro (Planejar), orienta: “O é pegar como notas de corretagem, todas calculadas como perdas e os ganhos e essas informações, inclusive com pagamentos de imposto ou ganho de valores capital ao longo do ano”.

Pais que informam os dependentes em mais de uma declaração

Outro erro é informar os filhos dependentes tanto na declaração de um, quanto na declaração do outro, no caso dos pais. Isso geraria desconto de imposto em ambas as declarações, o que não é legal. Se os filhos estão como dependentes em uma das declarações, não devem ser inseridos.

Esquecedor de declarar a venda de um imóvel

A venda de qualquer imóvel feita ao longo do ano deve ser declarada. Se não for feito segundo a especialista Leticia, anteriormente citada, pode causar inconsistências, tanto na herança do capital da venda, quanto nas informações recebidas pela receita do imóvel Federal pelo comprador (que deve declarar a compra).

Esquecer de informar os saldos dos investimentos

Sendo que a receita esses dados específicos dos bancos e outras instituições de recebimento, a inconsistência é clara.

Esquecedor de declarar como dívidas

Dívidas também devem ser declaradas. Não como pode declarar inconsistência na hora do gerar das informações. Isso leva a receita financeira para a maior parte da movimentação financeira que a sua renda permitiria.

As dívidas com valores superiores a R$ 5 mil existentes em 31 de dezembro de 2021, bem como as contraídas e extintas durante esse mesmo ano devem ser declaradas também.

Quanto às dívidas ao financiamento imobiliário, existe uma maneira específica de declarar. Verificar aqui o passo a passo.

Novidade em 2022: Declaração de IR pré-preenchida

Para evitar erros, disponibilizou uma ajuda: A declaração já evitar todos os arquivos gratuitos e outros sem que seja necessário baixar.

Ela pode ser acessada por meio de sua conta no Gov.br com níveis de prata ou ouro, por meio de todas as plataformas de envio, e não será mais limitada a quem tem o Certificado Digital.

Com uma declaração pré-preenchida, já virão preenchido com base nas informações de rendimentos, deduções, bens, direitos e dívidas já recebidos campos pela Receita, por fontes pagadoras como empresas, instituições financeiras, serviços médicos, entre outros carros. Isso minimiza as chances de cair na malha fina.

Veja o que é sucesso na Internet:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here