Estudo alto aponta chances do Zika se tornar mais contagioso

0
48

Quantas vezes você ouviu a palavra “variante” nos dois últimos anos? Pois é, esse termo das várias que um vírus pode assumir por meio de alternativas de tratamentos genéticos. Nesse sentido, com o Zika não é diferente.

Afinal, cientistas do Instituto La Jolla de Imunologia (LjI), nos Estados Unidos, publicaram um estudo que aponta alta capacidade deste agente contagioso para alterar seu código genético. Dessa forma, ele pode criar versões que passarão despercebidas pelo sistema imunológico de quem já contraiu a doença. Com isso, autoridades sanitárias do mundo todo seam em alerta.

Fonte: Laboratório Oswaldo Cruz

Vírus Zika

A princípio, este agente de infecção se transmite pelo Aedes Aegypt, mesmo vetor do vírus da dengue. Aliás, esses dois flavi vírus se parecem tanto que gerar uma exposição a um deles imune ao outro, justamente pelo organismo reconhecê-los como iguais.

A propósito, os sintomas do Zika também se parecem com os da dengue. Entre eles, estão baixa, erupções cutâneas, dor de cabeça, dor nas articulações, febre dor muscular, mal-estar conjuntivite não purulenta que aparecem entre 2 a 7 dias após a picada do mosquito vetor.

Vale lembrar que apenas uma pessoa se manifesta em cada um destes incômodos. Estas, quando ocorrem, costumam ser leves. Todavia, o Zika tem uma outra forma de se tornar danoso na vida de um ser humano.

Em maio de 2015, autoridades de saúde brasileiras enviar uma forte transmissão deste vírus pelo Nordeste do país. Além de causar os problemas que citamos, o vírus estava gerando outros dois Síndromes de Guillain Barré e microcefalia em crianças recém-nascidas.

O primeiro se trata de um distúrbio que faz parte do sistema imunológico do indivíduo nervoso próprio. Logo, o paciente começa a enfrentar dificuldades de se mover. No segundo efeito do Zika, a mulher grávida que se contamina tender a gestar uma criança com o crânio menor do que deveria ser.

Fonte: Shutterstock

Mutação genética

Nos dias fixos o Zika já se sabe por todas, o Zika já se sabe por todas Américas. Logo, desenvolver possibilidades de que ele possa desenvolver em massa esse processo de infecção. Assim, os cientistas do Instituto Jolla de Imunologia (LjI) usaram células de ratos para criar um conjunto de dados amplos, o que favorecem as células.

Posteriormente, a equipe valorou os resultados e se surpreendeu com a descoberta. No código genético do Zika, que é um RNA, basta uma mudança mínima de aminoácido para que o vírus apresente uma versão mais contagiosa do que a anterior.

Ou seja, ele possui uma enorme facilidade de criação de variantes com maior capacidade de contaminar. Sendo assim, os pesquisadores estão recebidos com a jornada deste flavi daquivírus para frente.

Isso isso Sujan Shrest, líder do estudo, deve alertar: “o mundo deve ser alertado”. Afinal, em casos como as defesas imunológicas brasileiras, podem ser nos contágios de 2015 não sirvam mais para frear contágio.

Fonte: Bioblog

Olhando para o passado…

Com base nesse estudo, pensando sobre os pequenos surtos de Zika que o Brasil foi registrado após o auge da epidemia, que foi em 2015.

Isso gera suspeitas de que o vírus iria gerar uma pressão estrondosa sobre os sistemas de saúde, em especial no Nordeste. “Percebe ocorrência como a ocorrência de grande magnitude de Zika no país de ocorrência de grande magnitude de Zika no país à época o coordenador geral de vigilância CBN na época o coordenador geral de vigilância arboviroses do Ministério da Saúde, Rodrigo Said.

Portanto, uma vez que os estudos gerais apontam uma alta chance do vírus assumir formas mais contagiosas, aumenta a necessidade de se combater o Zika em nosso cotidiano. Por isso, é fundamental evitar o acúmulo de água parada em nossas residências, a fim de cessar o ciclo reprodutivo do mosquito Aedes Aegypt.

Fonte: Tecmundo, Organização Panamericana de Saúde.

Esse conteúdo Estudo alto aponta chances do Zika se tornar mais contagioso foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here