EUA pensaram em lançar bombas venenosas na Lua, dizemos documentos

0
47

Uma agência do governo dos EUA cogitou usar bombásticos tóxicos para cavar túneis na Lua, de acordo com documentos secretos recentemente liberados de censura e obtidos pela VICE. A ideia era minerar materiais supostamente no centro do nosso haver satélite, onde o governo tinha recursos americanos, em abundância, um material natural “mais leve que o açoporém com a mesma resistência”.

Os documentos da imprensa foram obtidos pela VICE por meio de um pedido formalizado pelo “Freedom of Information Act” (FOIA) – mais ou menos parecido com as normas que ditam a Lei de Transparência usada pela brasileira.

publicidade

Leia também

Isso, só que com um documento recentemente divulgados mostram que os EUA cogitaram explosivos contra a Lua em busca de lançamento de armas
Isso, só que com um documento divulgado recentemente não mostra que os EUA cogitaram recursos explosivos contra a Lua em busca de lançamento (Imagem: Twitter/NASA)

O documento várias menções a materiais vazados pelo ex-diretor do Pentágono – Luís Elizondo – e menções de informações (factuais ou não) dignas de séries de ficção científica: avistamento de OVNIsprogramas de manipulação da energia e matéria escura, locomoção interessante pela velocidade da luz – e estourar um túnel por meio de bombas nucleares na Lua.

A ideia é apenas uma em uma série de planejamentos planejados pelo Pentágono, por meio do que convém chamar de “Documentos de referência de inteligência de defesa” (DIR). Outras ideias podem envolver uma (desses) tecnologia de “infravermelha” possibilidade de detecção de tecnologias atuais, que não podem ser vistas como uma tecnologia invisível, que pode ser invisível às tecnologias atuais, que não podem ser vistos como uma tecnologia invisível de tecnologias atuais.

Ainda não está claro se os DIRDs têm qualquer investimento de longo prazo. Segundo a VICE, muito do departamento anterior por Elizondo tinha contrato com empresa privada chamada “Estudos Espaciais Avançados da Bigelow Aerospace” (BAASS), liderada por Robert Bigelow, um amigo de longa data do então senador democrata Harry Reid, que morreu em 2021, mas fundou, durante seu mandato, o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP), por Elizondo.

Obviamente, ninguém lançados bombásticos contra a Lua, e o projeto mais recente do nosso satélite é o Programa Artemisque vai levar o homem de volta a ela 2025 e 202.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no Youtube? inscreva-se no nosso canal!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here