a empresa não fez minhas contribuições previdenciárias, o que fazer? Verificar

0
71

Instituto Nacional do Seguro Social previdenciário. Entretanto, algumas vezes, acontece dos funcionários descobrirem que estão em atraso com contribuições, ou que podem prejudicá-los.

É que você provavelmente também gosta:

INSS: confira os principais documentos para solicitar uma aposentadoria especial

INSS: confira se você tem direito ao pagamento do lote de revisão que termina em maio

Como consultar se a empresa está pagando meu INSS?

Quem está na dúvida se a empresa tem feito ou não como contribuições previdenciárias, pode consultar através do Meu INSS, conforme orientação abaixo:

  • Acessar o local ou aplicativo (disponível para Android e iOS) Meu INSS;
  • Fazer login pela Gov.br, caso ainda não tenha o tenha, o cadastro ou cadastro;
  • Clicar em “Extrato de contribuição (CNIS);
  • ferir se as contribuições estão de acordo com o registro em carteira e salário.

O que fazer caso a empresa não tenha feito o repasse?

Se você o Meu INSS obteve acessou que a empresa não fez a passagem da sua contribuição, a primeira coisa a ser feita é provas que comprovam seu vínculo empregatício, e os documentos comtórios podem ser:

  • Acordo coletivo de trabalho, contanto que caracterize o trabalhador como signatário e ateste seu registro na Delegacia Regional do Trabalho (DRT);
  • Carteira Profissional (CP) ou Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  • Contrato individual de trabalho;
  • Declaração disponibilizada pela empresa, devidamente assinada e identificada por seu documento impresso central de impressão do, ou seja, folha de ponto;
  • Extrato analítico de conta ligado ao FGTScarimbado e assinado por empregado da Caixadesde que o funcionário receba os seguintes dados: dados do empregador, dados de admissão, dados de admissão, dados de recebimento, isto é, informações que compensam o saldo-se ao período em que o funcionário deseja verificar;
  • O Registro Empregado do Livro de Declaração do Registro Empregados, onde pode ser informado pelo seu responsável, devidamente assinado e identificado pela empresa responsável, pode ser informado pelo seu responsável original ou cópia autenticada;
  • Recibos de pagamento da época do fato alegado, que têm uma identificação do empregado e do empregado;
  • Termo de rescisão contratual ou comprovante de recebimento do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Após reunir todos os documentos comprobatórios, é indicado que, caso o cidadão ainda esteja trabalhando na empresa em questão, haja um diálogo com o departamento de recursos (RH) para que seja feita uma negociação e saia da ação do tempo em que a empresa sem contribuir com a sua previdência.

Mas, se for uma empresa na qual o cidadão não trabalhe mais, cabe a ele entrar com um processo na justiça para exigir o pagamento.

É importante, que ainda está atrasado com contribuições, o cidadão está assegurado como contribuições, pois o IN é o órgão que tem a obrigação de dever cobrar os repasses dos responsáveis.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal não Youtube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Contração muscular. Assim, você acompanhará tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: Vadym Pastukh / Shutterstock.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here