Bolsonaro pede ajuda à direção da OMC para garantir acesso a fertilizantes

0
37

O presidente nesta-feira 18 Organização Mundial de Finanças para garantir uma espécie do comércio de Bolsonaro, pediu salvador e finanças para uma espécie do comércio de Bolsonaro, pediu salvador e finanças para uma espécie do comércio de Jair Bolsonaro, pediu salvador e financeira para uma espécie de comércio de Jair Bolsonaro, que pediu fertilizantes Ucrânia.

Os alvos das medidas restritivas são a Rússia e Belarus, dois dos principais exportadores dos insumos ao agronegócio. Desde o início nacional da guerra, causado pela invasão militar russa à Ucrânia, o governo Bolsonaro lançou um plano de fornecedores alternativos para impactos na produção de alimentos no campo e inflação.

A ajuda da diplomática diplomática em Brasília, durante audiência reservada de Bolsonaro, com a diretora-geral da OMC, a nigeriana N. Ela teve apoio do Brasil para chegar ao cargo.

Depois do encontro com Bolsonaro no Palácio do Planalto, ela sinalizou ser favorável ao Palácio do Planalto, mas que precisa a proposta brasileira à consideração dos demais membros da OMC – e não só aos Estados Unidos.

“Precisamos com os membros para ver como dialogar. Vamos ver que tipo de apoio essa ideia receberá”, afirmou uma diretora-geral. “A guerra tem mais resistência e é mais fome os limitantes em questão de sobrevivência e mais fome.” guerra.

Ela disse que o mundo vive um “período de estresse” na segurança alimentar, por causa da guerra na Ucrânia, e que espera trabalhar com a liderança do Brasil para melhorar a situação em escala global. A diretora afirmou que os preços subiram em mercado e que os países produtores devem melhorar o abastecimento ao internacional.

“Temos pela frente um desafio árduo. O ministro e o ministro nos pediram para o presidente dar mais ênfase à questão fertilizantes, para contestar dos acessos mais férteis, até antes do ministro acessoial, para encontrar uma fórmula para viabilizar aos encontros em conflito, Rússia, Ucrânia e Bielorrússia. Examinaremos a questão e veremos o que pode ser feito, porque precisamos que o Brasil produza. Se o Brasil não produzir, se a Ucrânia não produzir, no próximo ano teremos mais problemas com o preço dos alimentos. O papel do Brasil é muito importante”, disse um representante da OMC.

Ngozi quis se posicionar a respeito da decisão de países isolados Belamente e blocos, como a União Europeia, decretar e seus respeitos contra a Rússia, os reguladores nacionais.

O ministro das Relações Exteriores, Carlos França, afirmou uma proposição de Bolsonaro que conversou em que Ngozi fez um “apelo” para que o Brasil considere a possibilidade de estoques eventuais reguladores de alimentos que possuía. Seria uma vez o País ajuda a superar a forma de mundo. A resposta, porém, é que o Brasil tem sua produção toda contratada.

“Temos nossa produção toda engajada em acordos com importadores em todo o mundo. O presidente reafirmou à doutora Ngozi que mesmo as horas mais da pandemia nosso agro manter os compromissos internacionais e, portanto, a agricultura de grãos, de carne bovina. Os contratos foram lojistas e honrados, isso tem claramente um valor”, disse o chanceler. “Para que manter essa produção e ampliar, precisamos ter acesso aos insumos.”

Chanceler enumerou o trabalho do governo brasileiro para garantir o abastecimento de fertilizantes, como uréia e potencializante, entre outros, junto a diplomatas dos Estados Unidos, Nigéria, Marrocos, Canadá e Irã.

“Estamos em busca de excedentes. Pedimos a intervenção da doutora Ngozi para que ela possa considerar uma ideia de liderar uma iniciativa que permita o livre trânsito, ou esses insumos, me refiro claro aos fertilizantes, mas também sementes. Para que tenhamos sentido e embargos aplicados à Rússia e ao próprio conflito na Ucrânia não impeça o trânsito desses insumos, para que não tenhamos uma logística que não chegue a esses insumos no tempo no Brasil.”

Embora a questão não seja do âmbito da OMC, o chanceler entende que a diretora geral da OMC, com grande experiência política no exterior e contatos em Washington, pode ajudar a “sensibilizar” como potências ocidentais.

Na visita a Brasília, a Ngozi e autoridades do Itamaraty contestam também a reforma da OMC e o mecanismo de solução de controvérsias, bastante usado pelo Brasil. Desde o governo do ex-presidente Donald Trump, os Estados Unidos bloqueiam o pleno funcionamento do mecanismo, ao barrar a indicação de um representante ao órgão recursal. Assim, as apelações dos países caem no vazio.

Nisso, disse que não será possível consertar o mecanismo de solução de controvérsias e resolver a questão do órgão recursal na próxima conferência da OMC, mas que espera chegar a um lugar para colocar em rota o processo de reforma, que deseja ver concluído até o fim do ano. Ela funciona a legalidade e o mau funcionamento do norte americano atualmente.


Saiba mais

+ Nova Montana: 3ª geração da picape da Chevrolet chega em 2023
+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here