“Realizado de finalmente conseguir trazer esse título pra gente”

0
62

N / D ALTO desde agosto de 2020, Ariano “Kroonos” Ferreira título a equipe a primeiro o título Série A da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF). Ó atleta. que foi vice mundial em 2021 também com a Verdinha, concedeu uma entrevista ao campeão Tropa Free Fire.

Junto de William “Vontade“Moura e Willian”Noda” de Oliveira, o trio está mais tempo juntos e equipe reforçada reforços de peso com Cauan “Cauan7” Santos em 2021 e com Luan “Lost21” Souza no início do ano. Para o atleta,

“A ficha ainda não caiu, mas eu tô muito feliz, eu acho que nosso tempo todo merece muito porque essa divisão a gente começou muito mal e muita gente estava usando energia negativa na gente. Demos a volta por cima, demos o nosso máximo, treinamos muito, nosso tempo fez barulho, então eu estou feliz, realizado de finalmente trazer esse título pra gente. Realizar meu sonho de ser campeão depois de 3 anos, quatro vice, vice mundial e finalmente ser da campeão LBFF.”

Kroonos com o trófeu da LBFF 7. Foto: Cesar Galeão e Felipe Guerra/Garena

A LOUD teve uma reviravolta durante a LBFF 7. Na primeira, a equipe não teve um bom início, mas da metade até o fim da fase de grupos, a equipe disparou e mostrou que estava viva pelo título. Kroonos comentou a importância da vontade da equipe final.

“Eu acredito que foi muito do nosso trabalho quando olhou, que a gente estava falando em uma bolha e falaram: É só nós, não vamos falar: É só nós, não vamos falar: É só nós, não vamos ligar para quem, para quem fica falando mal da gente para quem quer ver o nosso mal. Focar só no jogo que buscamos melhorar, a evolução tanto do nosso conjunto do trabalho quanto buscamos dele certo para conseguir esse título.”

Em relação as finais, a LOUD abriu com 17 abates e um BOOYAH na 1ª queda. A equipe ficou em primeiro lugar e abriu uma vantagem em relação ao segundo tempo, que foi crucial para a conquista do título.

“Essa queda que eu acho muito importante pra destravar nosso campeonato sempre dá aquele desempenho que foi muito bem avaliado. Nós estamos bem, começando mais confiantes que já avistamos, viemos muito preparados para o nosso dia, sempermos muito preparados: amanhã vai ser nosso dia muito, a gente batalhou por isso e a gente. Depois da primeira queda, que tínhamos potencial para muito mais.”

O jogador que já disputou dois Série Mundial de Free Fire eo Copa do Mundo de Free Fire em 2019, comentou a importância que é chegar com experiência para o mundial para ter a chance de conseguir o segundo título para o Brasil.

“Todas as coisas que eu já passei, isso me torna maduro para saber lidar com todas as situações. Quem já sabe o mundial foi para bem que é fácil, principalmente na pandemia que não conseguiu que ficar trancados 20 dias, lute muito contra nosso psicológico para bem sozinho no quarto e no final conseguiu dar o nosso máximo, dar o sangue. Não é só por nós que a gente joga, é pela nossa família, pela organização, pelos fãs, nossos amigos e nossa gente foi pro tudo ou nada.”

Quer saber mais sobre Free Fire? Siga a Tropa Free Fire nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here