O Gambito da Rainha Serpente – Série Maníacos

Um episódio ao mesmo tempo agradável quanto decepcionante. É um pouco estranho classificar alguma coisa dessa forma. Como algo pode ser bom e ruim ao mesmo tempo? Não faz muito sentido. A verdade é que estou descrevendo o capítulo cento e quatro da forma mais honesta possível, já que alguns elementos dele que eu achei muito interessante e um outro em particular que eu esperava mais.

É que a última vez e a última vez que Riverdale não brilhará será algo claro que tinha tudo para só cortar os momentos depois. Estou falando especificamente de Abigail. Até que os roteiristas não entendam o que os roteiristas tiveram em mente outra vez, se enganou como personagem no quinto próximo Sabrina, só para tirá-la do jogo de uma forma tão próxima. Eu já imaginou que Jughead, Archie e Betty formariam um tempo de heróis para salvar a cidade, mas por que libertar tão cedo Cheryl? Por que não deixar Abigail brincar mais um pouco?

Os fãs podem dizer que o espírito dela pode dizer do brinquedo ou talvez os roteiristas imitando apenas fingindo que libertaram Cheryl podem. Não estou dizendo que vocês estão errados, mas o fato deles trouxeram um boneco do Jason só me faz pensar que teremos mais uma história reciclada para um personagem e isso já me cansando.

Se Percival não pertenceu a um ótimo vilão eu já estava classificando a temporada como uma perda de tempo. Tenho que admitir que os dois personagens foram atrás de Riverdale mas ele estava incorporando a figura do supervil que tem um jeito de salvar. Não tenho certeza do lado certo da história, o que está acontecendo está com muita vontade de estar, mas com muita vontade de ver o que vai acontecer e como vai acontecer e como vou por vontade.

Acho que o que estou tentando dizer é que talvez seja o personagem certo para o momento certo. É claro que depois de Edgar Evernever e Rei Gárgula, é difícil não ficar com medo de se decepcionar, mas o modo como eles podem trazer Archie e Percival como opostas pode virar algo incrível. Algumas boas reflexões podem vir desse embate.

Na verdade, The Serpent Queen’s Gamb já começou a trazer essas discussões, embora elas tenham sido consideradas de todos os lados do foco em Reggie. O personagem nunca teve muito tempo para brilhar, mas aqui ele foi muito bem aproveitado. Não ao lado de Veronica, mas sim do seu pai.

Reggie tem todos os motivos para odiar o pai. O que você perdeu para o histórico de abuso que seu pai, porém, só perdeu para o histórico que não tem tanto tempo para a vida é tão confortável. Às vezes Riverdale acerta em cheio em arcos mais simples. Gostaria de ver momentos assim sendo mais exploradores.


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *