Pessoas de diversos setores participaram de debates exatamente quando o homem começou a alterar a Terra, contudo, nunca chegamos a um consenso. Logo, momentos-se que foram identificados por vários fatores considerados na degradação do meio ambiente, incluindo desastres ambientais.

Por algumas atividades humanas, elas são elas mesmas indiretas ou indiretas ou ambientais em escala global, como o crescimento, que resulta em consumo excessivo, utilização direta, exploração e emissão de poluição 70% do planeta Terra mudou. Isso principalmente no que diz respeito à qualidade da terra, como para cultivar plantas e manter animais.

Assim, essa maioria de fenômenos do planeta são vistos como os fenômenos naturais considerados, como os terremotos e furacões, agora como reflexos da ação humana ao longo dos séculos. Dessa forma, nada mais que ocorre na Terra é consequência natural, por causa do tamanho do impacto da atividade humana.

Desastres ambientais

No entanto, alguns momentos específicos ao longo da história humana são notáveis. Alguns dos maiores desastres ambientais Veja pelo homem.

Canal do Amor (1978)

Bettmann/CORBIS

Uma vizinhança próxima às Cataratas do Niágara, em Nova Iorquenos Unidos, começou a sofrer mudanças ainda em 1890.

Assim sendo, tudo começou quando pararam de investir dinheiro, o que deixou um canal escavado ao ar livre. Então, o governo da cidade se apropriou do canal e se transformou em um aterro sanitário.

No final da década de 1940, a Hooker Chemical Company comprou uma área e entrou com 21 mil toneladas de barris cheios de materiais cársicos, alcalinos, ácidos graxos e hidrocarbonetos clorados da fabricação de corantes, perfumes, solventes para borracha e resinas sintéticas.

Porém, uma quantidade enorme de argila usada não impediu o vazamento de resíduos. Eventualmente, a Hooker Chemical vendeu uma área para o Distrito Escolar da Niágara Falls, visto que houve um aumento populacional que demandava mais escolas.

O resultado veio apenas em 1978, quando uma série de invernos úmidos fez com que os tambores vazassem no solo e causassem uma explosão na superfície. Com as crianças criadas com problemas e com as casas entregues e muitas pessoas como epilepsias, crianças com problemas e casas entregues com câncer.

Grande Incêndio de Peshtigo (1871)

Reprodução

No dia 8 de outubro de 1871, enquanto Chicago estava em chamas, a cidade de Peshtigo, em Wisconsin, Estados Unidos, enfrentava um incêndio ainda mais mortal. Isso porque o verão de 1871 foi o mais seco desde então na região de Green Bay.

Isso não impede o andamento das obras para a expansão das linhas férreas, que também não foram supervisionadas para que eventos como aquelessem. Como os trabalhadores de forma desenfreada para usar o fogo e iniciar as construções, o controle do escapou.

Logo, levou apenas 2 horas para que toda a floresta se tornasse um verdadeiro inferno indomável. As chamas consomem grande parte da metade do sul da Península de Door, assim como partes da Península Superior do Michigan.

Dessa forma, o incêndio em Peshtigo se transformou em cerca de 1,2 milhão de acres, mais de 64 milhas de área verde, em cinzas. Isso o configura como o incêndio florestal mais mortal da história, com 1,5 mil a 2,5 mil mortes.

De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia, o calor exibido que foi atingido pelo fogo foi atingido em tamanho provável. Esse era o mesmo fim que as vítimas da erupção do Monte Veúvio tiveram em Pompeiaem 79 dC só conseguirão escapar desse fim terrível em pântanos ou rios, sendo um dos piores desastres ambientais, sendo muitos muitos se pelo homem.

Mar de Aral (1959)

Reprodução

O Mar de Aral, que hoje representa um dos desastres ambientais mais impactantes, já foi considerado um oásis, sendo formado pelos rios Syr Darya e Amy Darya, na Ásia Central. Localizada entre as províncias de Aqtöbe e a região Q maior usbeque de Caracalpa, era o quarto lago do mundo. O berço dos impérios começou a perder seu esplendor em 1959, quando os antigos sob controle da União Soviética.

Assim sendo, quando assumiram o controle, os soviéticos instalaram um projeto gigante de cultivo de algodão. Logo, desviam as águas dos rios Syr Darya e Amy Darya. Em apenas 2 anos, a Ásia Central Soviética1 já estava produzindo 9 milhões de toneladas de algodão, um empreendimento considerado o ápice do sucesso.

Contudo, para tal feito, foi necessário água sistematicamente da região, o que retirará o controle do mar de A. Ele se tornará depois deserto e tóxico e se transformará em deserto. Além disso, por anos, o leito do lago estava exposto com exorbitantes de metais pesados ​​e pesticidas acumuladores, o que era uma fonte venenosa em tempestades de poeira.

De acordo com a Organização das Nações Unidas, o caso é “o desastre mais impressionante do século XX”.

Fonte: Mega Curioso

Esse conteúdo Desastres ambientais realizados pelo homem foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.