Gleisi diz que Lula, se eleito, vai manter Campos Neto no Banco Central

0
29

Na tentativa de aproximação do PT da empresaria, Gleisi Hoffmann, participado, nesta segunda-feira, 4, de um jantar com executivos em São Paulo. Durante o encontro, a petista se firma em pontos da pauta econômica da sigla que provoca desconforto ao empresariado, como uma revogação de reformas. Mas também fez acenos ao grupo de donos de grandes empresas.

Durante o encontro, Gleisi disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), se, vai manter o economista Roberto Campos Neto à frente do Banco Central (BC). Campos Neto tem mandato até 2024, estipulado em 2021 após a aprovação da lei de autonomia do BC. Apesar da fala de Gleisi, parte do PT defende a medida dessa medida.

Apesar das divergências e preocupações do empresariado com a pauta petista, o jantar não foi marcado por nenhum embate mais exaltado. O evento aconteceu na casa do empresário João Camargo Neto, do grupo Esfera Brasil, e teve como objetivo estabelecer uma ponte entre o PT e negócios. Entre os presentes, estavam Abílio Diniz e Flávio Rocha, da Riachuelo.

A presidente do PT voltou a defender a revisão da reforma trabalhista e disse que a medida não gerou mais empregos. A presidente do PT criticou de maneira contumaz a privatização da Eletrobras, como tem feito publicamente da Eletrobras. Em fevereiro, Gleisi afirmou que o processo era um “crime lesa pátria” por considerar que a estatal vale muito mais do que os R$ 67 bilhões do valor de outorga.

Chegou a rebater questionamentos do Estado também sobre a falta de eficiência. Men, que o Sistema Único de Saúde tem garantido, o Sistema Único de Saúde tem garantido, e exemplo especial por pandemia do País, o Sistema Único de Saúde tem garantido. Por isso, segundo Gleisi, não seria possível dizer que o Estado é totalmente ineficiente. Também defendeu a retomada de investimentos públicos, por exemplo, no setor de energia, e em refinarias.

Apesar das críticas ao processo de privatização da Eletrobras, também disse que o partido não descarta totalmente as privatizações se preliminares.

A do PT foi ao mesmo evento do ex-economista Gabriel Galípolo, presidente do Banco Fator. Galípolo no jornal um artigo ao lado do ex-prefeito e pré-candidato ao governo de São Paulo, Fernando Haddad jornal Folha de S.Paulona última sexta, 1º, em que defendem a criação de uma moeda sul-americana para integrar países do continente.


Saiba mais

+ Nova Montana: 3ª geração da picape da Chevrolet chega em 2023
+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here