Petrobras alerta investidores nos EUA que governo pode mudar a política de preços

0
52

Petrobrás
Estatal comentou que o governo federal brasileiro, como acionista controlador, “pode perseguir os objetivos macroeconômicos e sociais” por meio da própria empresa. (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

UMA Petrobrás (PETR4) alertou investidores, que são os Estados Unidos e legislações impostas pelo governo brasileiro, como nosso acionista controlador, nos Estados Unidos, como os nossos reajustes de preços do petróleomostra o 20-F desta forma quarta-feira (30).

O documento, disponível no site da SEC (a CVM norte-americana), é um balanço da companhia em 2021, e foi concluído antes da troca de presidente na empresa – com a indicação do economista Adriano Pires para um presidente executivo da Petrobrás, substituindo o geral Joaquim Silva e Luna.

A Petrobras lembrou que o presidente Jair Bolsonaro tem, por vezes, declarações feitas sobre a necessidade de modificar e “ajustar a preços para as condições domésticas”.

“Tendo em vista como declarações do presidente brasileiro, uma nova equipe de administração ou conselho de administração poderá propor alterações em nossas políticas de preços, incluindo a decisão que não tomaram conhecimento com uma administração paridade internacional de preços”, alertou.

A estatal comentou que o governo federal, como acionista controlador, “pode perseguir determinados objetivos macroeconômicos e sociais” por meio da própria empresa – o que pode ter um efeito material adverso sobre a companhia, diz o documento.

“Não podemos garantir que nossa maneira de definir preços não mudará no futuro”, disse a Petrobras. “Mudanças em nossa política de preços de negócios podem ter um impacto material adverso em nossos, resultados, condição financeira e valor de nossos títulos”.

A Petrobras lembrou que, no passado, a administração ajustou os preços de petróleo, gás e entregas de tempos em tempos, mas disse que, “no futuro, poderá haver períodos durante os preços de nossos produtos não estarão em igualidade com os preços internacionais dos produtos”.

Hora de comprar Petrobras?

Apesar do risco político, como ações A petroleira segue em alta acumulada de compra por várias corretoras. Na quarta, um XP Investimentos chegou a elevar o preço-alvo para os papéis, de R$ 45,30 para R$ 47,80.

O XP diz que a atualização da atualização do quarto foi feita para os papéis do quarto trimestre, “recentemente desenvolvido nos preços das commodities, devido após a incorporação no lado da oferta” e nomeação de um novo trimestre CEO.

A XP comentou que Pires tem “uma sólida carreira acadêmica e profissional no setor de Óleo & Gás” e lembrou que, nos últimos anos, ele tem um “ferrenho defensor da política de paridade de preços de determinação (“PPI”) dos resultados da Petrobras, do programa de venda de refinarias e até mesmo da privatização total da companhia”.

Veja o documento divulgado pela Petrobras.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here