“Vocês são profissionais em distorcer?”

0
53

A cantora Anitta rebateu, na noite deste domingo (27/3), no Twitter, o senador Luiz do Carmo (MDB-GO). O parlamentar goiano cobrou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Supremo Tribunal Federal (STF) agissem após uma estrela pop publicou vídeo se comprometendo a ajudar artistas a pagarem multas se foram penalizados pela Justiça por causa de manifestações políticas durante o Lollapalooza.

O senador escreveu que Anitta “incentiva que os artistas difamem Bolsonaro durante seus shows”. “O STF tem o ministro Alexandre de Moraes tem a oportunidade de demonstrar que não fazem movimento ao presidente”, continua.

A número 1 do mundo rebateu: “Vocês são profissionais em distorcer a palavra alheia? Eu não estou incentivando ninguém a difamar ninguém. Estou defendendo o direito de todos de exportação sua insatisfação com o governo. Beijos”.

Confira:

Análise da decisão do TSE

Em decisão publicada em 27/3 (27/3) Raújo, do Tribunal Eleitoral Superior, votação neste domingo (27/3) manifestações políticas com o festival Lollapalque ocorre em São Paulo neste fim de semana.

A medida atendeu a um pedido feito pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, que acionou a Justiça após a cantora Pabllo Vittar uma bandeira com a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante sua apresentação na sexta-feira (25) /3).

Na, o ministro decidiu a transformação dos artistas como propaganda político-eleitoral. O magistrado proibiu “a realização ou manifestação de propaganda eleitoral extemporânea em favor de qualquer candidato ou partido político por parte dos músicos e grupos musicais que se apresentem no festival”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here