iPhone SE (2022) parece não estar vendendo tanto quanto a Apple esperava

0
36

O iPhone SE é o modelo mais barato de celular da Apple e ele deveria fazer sucesso, mas possivelmente a geração mais atual deste aparelho não está vendendo tão bem assim. A informação próxima ao assunto e a duas fontes próximas ao assunto e já reavaliaou que a empresa garante o número de unidades de fabricação do dispositivo, da maçã da sua empresa.

Este barco nasceu a partir de uma publicação do jornal Nikkei Asia. As fontes ouvidas pelo veículo de imprensa apontam para uma ampliação de 20% na demanda total de unidades para fabricação, em com o pedido original da Apple.

publicidade

Leia também

iPhone SE (2022) (Imagem: divulgação/Apple)
iPhone SE (2022) (Imagem: divulgação/Apple)

iPhone 13 também teve produção de decisão

A culpa pela alteração no pedido de fabricação está forte em dois fatores: alta na inflação e problemas na demanda, decorrentes da guerra na Ucrânia. Estes pontos podem ter feito o interesse pelo iPhone SE (2022) diminuir. Mesmo a produção de hoje do iPhone 13 foi a maior linha do iPhone 13, mas neste caso o problema é o avanço na idade do aparelho no mercado – as vendas acontecem no lançamento e vão caindo com os meses.

O iPhone SE (2022) é o modelo mais recente na linha de celulares baratos da Apple, entregando o mesmo visual adotando pelo iPhone 8, mas com partes internas de um iPhone 13 para garantir bom desempenho mesmo em um aparelho simples. Ele é o único modelo lançado pela Apple com botão home e bordas generosas.

A tela é um LCD e por dentro do chip Apple A15 Bionic entrega o mesmo poder de fogo de um iPhone 13, já que ambos acompanham até mesmo a RAM com 4 GB. Tudo isso com custo muito menor, sendo que o iPhone SE (2022) representa quase 66% do valor cobrado pelo modelo mais caro no Brasil.

iPhone SE (2022) ainda não chegou ao Brasil

Vale lembrar que o iPhone SE (2022) ainda não foi lançado no Brasil, mas por aqui a Apple já colocou o preço da base dele: R$ 4.199 (para a versão de 64 GB).

Através da: Nikkei Ásia.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? inscreva-se no nosso canal!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here