Inflação principal de percepção dos olhos, em diz especialista 2022

0
52

Apontada por especialistas vem como o tema mais importante na decisão pelo voto nas eleições presidenciais deste ano, que previa uma preocupação com os brasileiros que 77% têm a percepção de que os preços “aumentaram muito”. A é conclusão de pesquisa Ipespe/XP divulgado nesta sexta-feira (25).

A analista de economia da CNN Thais Herédia conversou com Antônio Lavareda, responsável pelo levantamento. Para ele, um imposto é o ponto principal de percepção das quantidades.

O especialista lembrou a famosa frase de James Carville, estrategista de campanha do ex-presidente americano Bill Clinton: “é a economia, estúpido”. Criado no início dos anos 90, o slogan era a forte ligação entre economia e política, num momento de economias e políticas presidenciais no país e de um aumento no custo de vida e no desemprego.

O especialista pontuou que, se Carville viesse para o Brasil, ele diria: “é a forma, estúpido”. Ou seja, a inflação como o ponto principal da percepção das duas. Isso porque há uma responsabilização direta da inflação com a imagem do presidente da República, pontua o especialista.

Lavareda lembrou que o Governo Sarney, no fim dos anos 80 — quando o desemprego foi um dos menores da história e a economia cresceu em média 4% ao ano –, foi marcado pela inflação.

A alta persistente dos preços pode responder, inclusive, pelo fato do número sobre a intenção de votos no presidente Jair Bolsonaro ter estacionado. A inflação sobre um segundo Brasil pode ser maior que o cidadão pode ter uma percepção do efeito positivo de uma eventual queda de impostos no Auxílio Lavareda.

“A dor da inflação dá principalmente na hora de pagar a conta. Por que o mercado de trabalho em economia, as pessoas são mais baratas, e, na hora de pagar a conta, é que mais valem o peso da inflação”, diz.

*Publicado por Ligia Tuon

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here