Inflação 2022: BC perde controle

0
49

Pelo segundo ano seguido a meta da inflação não deve ser. A inflação de 2022 já alcança 6%, diante de uma meta de 3,5% neste ano. Especialistas ouvidos pela UOL podem não conciliar em tudo, mas uma coisa é certa: o controle para esta inflação ano já está perdido.

Leia o artigo especial: “O que é inflação e que ela impacta na sua vida”

No ano passado, o presidente do Banco central, inclusive, precisou fazer uma carta para explicar a situação. Uma solução ainda não é somente em repetir o feito em 2022, mas também não será controlada em 2023.

“O controle da inflação está perdido desde o começo do ano. Agora, ainda mais. Desde o começo de 2022, se imagina uma inflação alta. Para o próprio BC, o controle neste ano já está perto do horizonte. Ele não briga mais consultoria pela inflação de 202. O BC está brigando por 2023”, avaliou o economista Alexandre Schwartsman, sócio da Schwartsman & Associados. A entrevista foi concedida para o UOL.

Parecer também tem parecer do economista Mailson da Nóbrega, ministro da Fazenda entre 1988 e 1990. “O BC perdeu a meta de redução de 2022. irresponsável. O trabalho do BC hoje está em evitar a perda da meta de 2023. Uol.

Juros e inflação 2022

O Banco Central tem na selic, taxa básica de juros, uma das ferramentas para garantir que a meta da implementação seja atingida. Pelo menos é este o resultado esperado, impulsionado para operações de crédito e um ritmo esperado mais lento da circulação do dinheiro.

Leia também: Calendário Auxílio Brasil 2022; Todas as datas

Acontece que, até agora a taxa selic está em 11,75% ao ano ea inflação de 2022 não foi controlada. A dificuldade de conseguir controlar a pandemia da Covid19 é uma realidade de outros problemas políticos que foram causados ​​para este resultado.

Confira abaixo sobre a inflação: nos últimos anos e suas metas

Metas de inflação, resultados e projeção no ano:

  • 2017: 4,5% (meta); 3% a 6% (intervalo de tolerância); 2,95% (inflação medida)
  • 2018: 4,5% (meta); 3% a 6% (intervalo de tolerância); 3,75% (inflação medida)
  • 2019: 4,25% (meta); 2,75% a 5,75% (intervalo de tolerância); 4,31% (inflação medida)
  • 2020: 4% (meta); 2,5% a 5,5% (intervalo de tolerância); 4,52% (inflação medida)
  • 2021: 3,75% (meta); 2,25% a 5,25% (intervalo de tolerância); 10,06% (medida de inflação)
  • 2022: 3,5% (meta); 2% a 5% (intervalo de tolerância); 6,59% (inflação focada)
  • 2023: 3,25% (meta); 1,75% a 4,75% (intervalo de tolerância); 3,75% (inflação individual)

Veja o que é sucesso na Internet:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here