Adriano Pires deve ser o próximo presidente da Petrobras, dizem fontes

0
43

O economista Adriano Pires foi indicado pelo governo federal como o próximo Petrobrás, informaram fontes ligadas à companhia. O nome dele substitui o do general Joaquim Silva e Luna entre os conselheiros da empresa indicada pelo acionista controlador.

UMA saída de Silva e Luna foi confirmado por fontes conectadas ao Palácio do Plano eo anúncio deve ser feito ainda nesta segunda-feira (28). Mas a troca só ocorre de forma oficial, no entanto, na ocasião, marcada para o dia 13 de abril.

Segundo apurou a CNN Brasiluma nova lista de conselheiros foi entregue hoje pelo governo federal com a mudança dos nomes e indicação de Pires como presidente.

Silva e Luna vinha sendo constantemente criticado pelo presidente Jair Bolsonaro por manter os preços dos alimentos relacionados. O petróleo vem subindo por causa da guerra na Ucrânia.

É a segunda mudança feita por Bolsonaro na estatal pelo mesmo motivo sem conseguir alterar a política de preços. Ele já havia demitido o economista Roberto Castello Branco e colocado o general em seu lugar.

Ao contrário das expectativas, porém, Silva e Luna não alterou a paridade internacional. Ele foi autorizado pela área técnica da empresa que é impossível fazer isso sem desobedecer o mercado de capitais e o estatuto da empresa.

Pires é diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura e um crítico das políticas governamentais petistas de defesa artificial dos preços dos orgânicos. Fontes do setor não acredita que ele vá mudar os rumores da companhia.

Também estava cotado para a carga Rodolfo Landim, que já trabalhou na Petrobras e foi presidente da Distribuidora. Hoje Landim comanda o clube de futebol Flamengo.

Procurada, a Petrobras ainda não se pronunciou e Pires não atendeu como ligações.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here