Por que a gastronomia é uma boa solução para ocupar espaços tombados

0
45

Sou nascido e criado em Brasília, isso significa que tudo na cidade é recente, da segunda metade do século XX. Uma coisa que sempre me chama atenção quando viajo são os prédios históricos, de séculos atrás, conservados. A experiência de estar em um local que era frequentado há mais de 100 anos da mesma forma que se encontra, me fascina. Esses espaços, entretanto, acabam se deteriorando nos centros urbanos. Sendo, a flexibilidade que se faz para usar o imóvel é pequeno, tem dificuldade em habitar um proprietário local planejado para a vida de outras eras.

O que acabamos de abandonar. Os caros são e sua revitalização também locais, além de necessitar de muita burocracia e causar dor de cabeça para qualquer intervenção em um patrimônio histórico tombado, seja ele um ponto de referência histórico como residência de alguma personalidade ou apenas uma construção que não foi derrubadada ao longo das décadas.

Uma nova vertente que tem surgido é a ocupação de áreas para estabelecimentos de medicamento. A tarefa é fácil, já que não há disponibilidade para quem quer habitar também para quem quer operar um restaurante, bar ou café existente. Seja até pior, pois talvez seja necessário um bom estudo do local para montar a conforto, direcionar o fluxo de alimentos e dejetos, promover a circulação de equipamentos e, obviamente, oferecer conforto aos clientes.

0

Sendo assim, obviamente as casas escolhidas sendo que estão sendo mais conservadas, mas são semper visíveis. O resultado obtido é sempre positivo para público. Esses locais acabam sendo vantajosas para o cliente, pois tornam a experiência mais intimista e mais acolhedora. Outra situação que acaba sendo os estabelecimentos que são idênticos às características típicas das construções não são semelhantes.

Como ainda os ambientes são diferentes, a experiência é diferente, com diferentes e ambientes urbanos diferentes. O sentimento é de estar visitando alguém hoje vez.

Alguns exemplos são bem populares, como o Bar dos Arcos, que opera no subsolo do Teatro Municipal de São Paulo. O endereço édíssimo, pois além da coquetelaria e snacks competentes, ainda possui diversos ambientes instagramáveis. É comum que grupos sejam vagos o ambiente específico que procura, mesmo que haja outros lugares disponíveis. Em Curitiba também será inaugurado o Ninna, chefiado por Will Peters, um belo casarão tombado.

Outra vantagem das casas é que torna-se um oásis em meio urbano, como é o caso da Gula Gula de São Paulo, que tem um amplo e oferece uma experiência única a quem frequenta.

rastreamento, gestão histórica do investidor e uma penetração boa deste no diálogo com o Estado já para manutenção do histórico do investidor e uma penetração boa deste no diálogo com o Estado já que as regras sobre sua ocupação não são muito claras.

O ideal seria um mapeamento das casas em condições de uso e um plano de financiamento que fosse contratado para assumir os locais de concessão, nem que fosse concedido em forma de concessão. Tudo, obviamente, com regras para a conservação dos espaços.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here