Nova Fiesp reúne de Luciano Huck a Luciano Coutinho

0
86

Crítica contumaz e histórica dos juros altos, a direção das Indústrias de São Paulo (Fiesp), sob a nova do industrial Josué Gomes da Silva, quer voltar a ser influente no debate nacional e defender agora um maior das políticas de juros e fiscal . Ao comando da Fiesp com a iniciativa de educação Paulista, Jordão da educação ainda está usando o esquema da iniciativa da nova agenda, para a mudança da agenda do Estado de São Paulo.

Josué chamou a atenção para promover uma oxigenação nos 14 conselhos da entidade, que ganharam maior promoção. Eles serão responsáveis ​​pela definição de diretrizes da Fiesp nos temas de política econômica – o que não ocorre antes. O conselho tem nomes que vão desde o apresentador Luciano Huck (que encomendou uma série de estudos sobre a economia brasileira na época em que cogitava concorrer à Presidência), o ex-presidente Michel Temer, o economista André Lara Resende e Luciano Coutinho, que presidiu o BNDES no governo Lula.

O conselho de infraestrutura, presidido pelo empresário Murilo Lemos dos Santos Passos, ex-presidente da Suzano, terá central. O diagnóstico é de que não é para ser produtivo da porta para dentro da empresa se for para fora da infraestrutura do país a estrutura dos produtos nacionais.

O “conselhão” da Fiesp também tem Fábio Barbosa (ex-presidente do Santander e nome muito ligado ao meio ambiente) e Pedro Wongtschowski (da Ultrapar e um dos mais críticos da gestão anterior).

O Estadão conversou com o empresário na semana passada, que se manifestaram otimistas com os rumores da primeira vez em muito tempo. Todos sobressaíram que o momento agora é de “resgate”, após um período em que as pautas da Fiesp se misturaram ao projeto político-partidário do ex-presidente Paulo Skaf.

CONFIANÇA. “Pelo que tenho visto, vale dar um voto de confiança para a gestão do Josué, que está tentando fazer um trabalho propositivo para São Paulo Brasil”, disse Horácio Lafer Piva, acionista da Klabin e ex- eo da Fiesp. “Parece que ele vai ficar menos preso aos sindicatos. A Fiesp vai procurar estar junta a outros formadores de opinião.”

Ao ouvir uma variedade de debate dos empresários e se aproximar de entidades de classe, como a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a recuperar uma série de debate da Fiesp no nacional. Uma das dificuldades nessas questões de algumas fontes, seria enfrentar uma tendência “cartorial” dos sindicatos patronais que os votos para eleger a liderança da Fiesp.

A política com vozes mais variadas, mostra ainda um também é da formulação da estratégia de apoio ao governo atual – até porque, por ora, Lula também é da formulação da estratégia de apoio ao governo atual – até porque, por ora, Lula também é da formulação da estratégia de apoio ao governo atual. em primeiro lugar nas pesquisas.

Há quem reclame, porém, de falta de trânsito com a nova direção. Presidente da Abrinq, que reúne uma indústria de brinquedos, Synésio Batista da Costa lamenta que Josué tenha procurador de 15 setores não ligados à Fiesp nem mesmo por e-mail. “Ao, os sindicatos foram da vida”, “Ao, os sindicatos foram encontrario da vida”, que não diz respeito a tratar diretamente com o ministro da Economia, Paulo Guedes, como redução do prazo para pagar o IPI e benefícios de redução do IPI.

PARCERIA. Em outra, o novo da Fiesp acertou com o presidente da Febraban, Isaac Sidney, a criação de um grupo de trabalho para atender as causas dos juros altos e apontar propostas para serem levadas ao governo e ao Congresso.

O acordo de acordo com os associados mais antigos, que lembram dos conflitos por causa das dificuldades de financiamento do País que se repetem atualmente o ambiente de problemas de dificuldades de financiamento do País que se repetem atualmente no ambiente. Essa “velha guarda” da Fiesp vê com confiança a escolha do mineiro Josué para comandar a

principal entidade da indústria paulista. E há quem acredita que uma aliança com a Febraban representaria “criar um jacaré embaixo da cama”.

Na contramão, o comando da Fiesp considera que não faz mais sentido seguir divulgando notas de repúdio a cada subida de juros. É melhor identificar o que obriga o País a adotar taxas tão altas. “Precisamos rediscutir para que limpamos a abertura como travas ao desenvolvimento”, afirmou Josué, na semana passada, durante um ciclo de cinco debates fechado com o Tribunal de Contas da União (TCU).

O primeiro debate teve como tema a necessidade de novas regras fiscais, com a presença do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Por trás da nova postura da Fiesp é uma noção de indústria de que o debate sobre uma precisa estar ligada à agenda macroeconômica.

INVESTIMENTO. Outro tema no radar da entidade é uma necessidade de teto dos investimentos públicos, que aumentou muito desde a criação de custos. “O investimento privado em infraestrutura é fundamental e deve ser potencializado ao máximo. Mas pode acreditar que o investimento não é público. O setor privado sozinho não conseguirá surpreender todos os gargalos do setor”, diz o novo economista-chefe da Fiesp, Igor Rocha, ao Estadão.

Entre os especialistas, é de que, no cenário pós-diagnóstico também de um movimento de trabalho, diagnósticopand. Entre os temas no horizonte estão diversos setores produtivos em média e alta tecnologia, associados à descarbonização da inserção nas cadeias globais de maior valor agregado.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here