confira como se preparar para uma consulta on-line

0
50

[ad_1]

A pandemia obrigou os serviços médicos brasileiros a se adaptarem rapidamente à telemedicina. No início da Covid, uma das incertezas que cercavam o momento era a possibilidade de contágio ao se deslocar até um centro hospitalar.

Passada a situação crítica, as consultas on-line seguiram conquistando adeptos por sua praticidade. No entanto, ainda há quem tenha dúvidas em relação à qualidade do serviço oferecido. Atualmente, o mercado de saúde se prepara para incorporar certificados e acreditações com o objetivo de aumentar a confiança dos usuárias.

“A urgência imposta pela pandemia fez com que muitos serviços de telemedicina fossem implantados sem o estabelecimento de planos e protocolos. Agora, estamos nos preparando para preencher esta lacuna”, reconhece Rubens Covello, CEO da QGA – Quality Global Alliance, empresa que elaborou um sistema de certificação para dar maior segurança aos adeptos do serviço.

Relação médico e paciente

Professor de Telemedicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Chao Lung Wen explica que as consultas on-line podem ser tão ou mais efetivas que as presenciais. Tudo depende da habilidade do médico em estabelecer a conexão com o paciente.

“A relação médico-paciente está diretamente associada com a empatia e a capacidade do médico de se colocar no lugar do paciente e estabelecer um ótimo diálogo de confiança. É possível sim estabelecer esta relação de forma online”, defende o especialista, que atua na telemedicina desde 1997.

Outra dúvida comum é se a consulta remota consegue manter a qualidade do diagnóstico já que não há exames físicos, nos quais o médico verifica o corpo do paciente. Wen afirma que, apesar da distância, os exames físicos estão incluídos em consultas à distância. A diferença é que o próprio paciente irá, sob orientação do médico, executar os procedimentos necessários para a avaliação.

Veja abaixo o passo a passo indicado por Wen para uma consulta on line:

  1. Escolher um local reservado, iluminado e confortável para conversar com o médico;
  2. Antes do início do atendimento, checar a conexão com a internet, o funcionamento do microfone, do sistema de áudio e da câmera;
  3. Estar com os exames médicos à mão e de maneira organizada;
  4. Separar um termômetro para o caso de o médico pedir uma aferição de temperatura;
  5. Estar preparado para fazer auto palpações caso sejam necessárias;
  6. Antes do início, perguntar ao médico se é possível gravar o encontro pois, a princípio, o que se passa entre médico e paciente é absolutamente confidencial e não pode ser documentado;
  7. Manter-se calmo e, caso haja algum comprometimento na comunicação, pedir que as informações sejam repetidas.

As consultas on-line duram cerca de 20 minutos e o calor cobrado é semelhante ao da consulta presencial.

[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here