Carro proprietário: cinco serviços já abertos ao público | Carros Inteligentes

0
58

Os bens por si próprios foram pensados ​​para transportar pessoas ou bens sem necessidade de colaboração humana, sendo guiados sensores e inteligência artificial. Apesar de parecer algo muito futurista, as empresas do ramo automobilístico como Ford e Toyota já investem pesado em veículos do tipo. Alguns serviços com essa tecnologia, inclusive, já estão disponíveis para o público.

Embora seja um pouco distante para os brasileiros, em algumas partes do mundo, já é possível, por exemplo, pegar um ônibus sem motorista. O TechTudo separou cinco serviços com carros autônomos já abertos ao público.

Carro proprietário da Moovit na França: Europae no projeto do carro sem condutor — Foto: Divulgação/Mobileye

Ford e Walmart têm parceria para serviço de entregas — Foto: Reprodução/Ford

UMA Fordem parceria com a rede Walmart, proprietário de um serviço de entregas, proprietário autônomo em Miami, Austin e Washington, nos Estados Unidos. Ainda em fase de testes, ele está disponível para três unidades de rede, mas é esperado um aumento nesse número. clientes espera é expandir, futuro, para grandes glomerados urbanos, dimensionado custos para a empresa e reserva mais opções de entrega para os serviços.

A tecnologia de melhor solução foi desenvolvida pela Argo AI Fundada em 2015 por ex-funcionários do Google e da Uber, a empresa produz tanto quanto os hardwares para veículos autônomos.

Ônibus gratuito na Noruega — Foto: Divulgação/Mobility Forus

Na Noruega, a empresa Mobility Forus disponibiliza gratuitamente um serviço de transporte, nas cidades de Koppelen Svanholmen, através de pequenos ônibus elétricos e totalmente autônomos. Devido à legislação do país, um operador da empresa fica presente dentro do veículo durante todo o trajeto. Para usar o transporte, não há necessidade de agendamento, basta aguardar em um dos pontos disponíveis.

A empresa nem a tecnologia sustentável, com o auxílio da tecnologia sustentável, tornará o transporte mais acessível, sustentável e inteligente. O serviço, no entanto, ocorre em um espaço reduzido e os ônibus circulam a 20 milhas por hora no máximo, devido às regras do país. Contudo, a espera é que, no futuro, maiores podem ser percorridas.

Carro de aplicativo da Moovit pelas ruas de Munique, Alemanha — Foto: Divulgação/Mobileye

Em setembro de 2021 a Mobileye, empresa do grupo da Intel, contratado a implantação de carros autônomos nível 4, ou, sem condutores, como serviço de transporte por carro. Em parceria com a Sixt SE (que detém a marca Moovit), os veículos a rodar pelas ruas de Munique.

Entre os motivos da escolha pelo país germânico para sediar o projeto, destaca-se que a Alemanha é o berço do automobilismo, nada mais justo que seja também onde os carros darão um próximo passo tecnologicamente. Além disso, o país foi autorizado o primeiro no mundo autors a nível 4.

Veículo proprietário que liga o terminal central Hospital Nordland na cidade de Bodø na Noruega — Foto: Divulgação/Mobility Forus

A mesma empresa norueguesa do primeiro item desenvolveu uma solução para os meses de frio. Nesse período, o número de pessoas que chegam de cidades importantes não é uma tarefa fácil e, desde o momento de transporte deste ano, um serviço de operação de ônibus de Bodø – Toyota Prossiga.

Essa é a maior rota em condições climáticas de nunca usando veículos autônomos do mundo, com extensão. O liga o terminal central da cidade com o Hospital Nordland, atendendo um pedido antigo dos moradores da cidade O serviço de transporte autônomo da empresa complementa o transporte público já existente na região.

Serviço de aplicativo em São Francisco (EUA) conta com carros sem motorista — Foto: Divulgação/Waymo

Se você residir em São Francisco nos Estados Unidos, então poderá usar o serviço para selocomover em um carro autônomo. Para isso, basta baixar o aplicativo para celular Waymo One. O sistema está em fase final de testes e como corrida desde que não são cobrados, você compartilha sua experiência com a empresa com uma função de serviço que não é cobrada.

No período de testes, o passeio é feito sob a supervisão de um motorista de verdade dentro do carro. Contudo, a tendência é haver um serviço 100% autônomo em breve.

Com informações de Centro de Mídia FordFórum de Mobilidade (1, 2), Mobileye e Observação do mercado

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here