Wi-fi na Lua? Espaço Aquarian diz que vai lançar serviço daqui a dois anos

0
45

A preocupação futura é comunicação entre os astronautas na Lua e as equipes na Terra, uma vez que sua estadia será mais prolongada. (Crédito: Reprodução/Pixabay)

A NASA planeja os próximos astronautas à Lua em 2025, através do programa Artemis, mas deve começar os testes das funcionalidades técnicas da missão em 2024. A missão preliminar tripulada, mas não tem o objetivo de alunar.

Durante estes anos de preparação tem havido uma necessidade de uma corrida do setor espacial privado, para enriquecer os contratos dos concursos que a NASA tem lançado no fornecimento de veículos e tecnologia. A agência espacial dos Estados Unidos revelou nesta semana um segundo concurso para assegurar as viagens tripuladas à Lua, que vai fazer a companhia à SpaceX.

+ Empresa desenvolvedora para transporte de carga e pessoas na Lua

Outro aspecto que tem sido relevante diz respeito à comunicação entre os astronautas na Lua e as equipes na Terra, uma vez que a sua estadia será mais prolongada. Neste campo, há startups que soluções para essas e outras questões técnicas. A Aquarian Space revelou os seus planos de anos de lançamento na próxima Lua nos próximos, antecipando assim as tripuladas.

Vale lembrar que a NASA planeja usar uma Lua como base de lançamento para outras missões espaciais, por isso, não se trata de uma nova visita isolada. A Aquarian Space quer assim, manter o seu serviço de comunicação entre a Terra e a Lua, apresentando uma solução. Uma startup recentemente revelou um fundo de financiamento de 650 mil dólares que será utilizado para desenvolver a sua solução de conetividade. E a primeiro passo do primeiro serviço serviço de comunicação no Sistema Lua parece ser comercial, apenas a partir da sua expansão a acompanhar os da chegada.

O serviço da Aquarian Space, Solnet começará com o lançamento previsto do seu primeiro satélite em 2024. Um segundo satélite será enviado em 2025 para cobrir o polo sul da Lua. A empresa diz que como fabricantes de naves não vão precisar de seus projetos para serem capazes de mudar seus técnicos. Atualmente, o plano está sendo avaliado pela NASA, dentro do programa dos serviços comerciais de cargas lunares.

E essa compatibilidade com qualquer nave espacial das diferentes empresas parece ser o trunfo do seu sistema. Menos um problema para a SpaceX, Blue Origin e outras empresas ligadas aos concursos da NASA. A empresa de Elon Musk, através da sua constelação Starlink, também tem soluções para conectividade espacial.

Segundo o site oficial darianrian sua rede espacial Solnet permitirá enviar e volumes de dados em streaming sem espaço Aqua, a 24/7. Garante uma velocidade de 1 Mbps a partir da Lua, permitindo assim um fluxo constante de dados de manter nenhum satélite.


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here