Rússia muda estratégia e Biden fala em “massacre”

0
46

Passado um mês do início da guerra na Ucrânia, a Rússia reorganizou uma estratégia militar de ataques. Agora, o Exército na região de Donbass, no leste, que é separatista o próRússia, no que vem sendo interpretado por analistas como um recuo da região russa na guerra. Em pronunciamento em Moscou, Sergei Rudskoy, um oficial de alto escalão do Exército local, disse que a intenção da nova fase da operação é “libertar” totalmente no leste ucraniano.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um discurso reflexivo aos soldados americanos que integram a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Na Polônia, o chefe da Casa Branca defendeu a democracia e condenou o que chamou de “massacre” na Ucrânia.

Biden fez duras críticas ao conflito no Leste Europeu e reafirmou a necessidade de “liberdade”. “É um momento perigoso, há pessoas que sofrem na Ucrânia”, concluiu.

Sobra insatisfação para russos e ucranianos. Representante dos dois países reivindicaram da estagnação na negociação do acordo de cessar-fogo.

Um dia após várias críticas de órgãos internacionais e dos Estados Unidos, o russo, Vladimir Putin, fornecido para continuar a guerra na Ucrânia. Mesmo Ocidente isolado, o chefe do Kremlin minimizou a influência da sociedade russa.

Veja, a seguir, os principais fatos do dia selecionado pelo Metrópoles:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here