Por que o Lollapalooza 2022 traz esperança para os negócios criativos – Money Times

0
43

Festival de negócios: Lollapalooza 2022 deve movimentar R$ 100 milhões, lembra Anderson Gurgel (Imagem: Facebook/ Divulgação/ Lollapalooza)

Foi nas cinzas do carnaval de 2020 que o mundo do entretenimento cultural deparou com a realidade da Pandemia da Covid-19. Após o período momesco, que foi gigante em termos de blocos, desfiles e movimentações de negócioso evento de eventos e eventos de planejamento social, a necessidade de eventos gerais e a necessidade de planejamento indústria da cultura.

É unânime no segmento que foi um período duro para profissionais da área. Muitos artistas, e agentes de vários agentes da cultura e do gerente de recursos para projetos, inclusive. Mas também foi um período de muita superação, criatividade e cooperação. Um dos símbolos desse período foi a explosão das lives de showsmuitas patrocinadoras e outras campanhas até campanhas de arrecadação de fundos.

Esse é o contexto em que a realização do Lollapalooza Brasil 2022 precisa ser comentado. Na prática é uma das primeiras oportunidades para o que a indústria da cultura e do entretenimento musical uma retomada com força total.

Cinemas, teatros e espetáculos já estão disponíveis há bastante dentro do que se chama de “novo normal”, em termos de regras sanitárias e formatos. Entretanto, as autoridades vinham proibindo e/ou desestimulando grandes eventos e grandes aglomerações. Foi assim que o Carnaval 2022 foi desmarcado como festa popular de rua e os desfiles das escolas de samba foram parar em abril. Taí um assunto interessante para outra coluna.

Contudo, sem contexto para parágrafo anterior, o festival de música que se realiza em São Paulo de 25 a 27 de março, não Autódromo de Interlagosé um marco nessa retomada, com flexibilização sem uso de máscaras em áreas abertas e fechadas e com permissão ainda de aglomerações.

A tendência é que, se a retomada da vida social e do calendário de eventos, feiras e negócios criativos para o sustentável, um economia criativa novidades vindo por aí.

Lollapalooza é exemplo de articulação entre cultura e consumo

Ter o Lollapalooza como um símbolo dessa retomada faz sentido quando olha o festival de música para além do seu conteúdo musical, buscando um foco em negócios. Segundo a SPTuriso evento deve movimentar mais de 100 milhões de reais, com sua realização.

Anitta participará do Lollapalooza 2022, em São Paulo
Diversidade: uma das atrações do Lolla 2022, Anitta é a primeira artista brasileira a emplacar no topo do Spotify global (Imagem: Facebook/ Divulgação/ Anitta)

Tentar mapear esses é perceber uma faceta da economia criativa em tempo real e ao vivo. Pelo levantamento do órgão municipal de turismo, cerca da metade do público do evento vem de fora de São Paulo, o que já mostra a capacidade de conectar a música com outros setores criativos e de áreas correlatas.

O turista que vem ao Lollacomo os participantes carinhosamente chamam o festival, vão gastar em média, 1,6 mil reais, com hospedagem, com deslocamentos de viagem, alimentação, compras e muitas outras atividades culturais.

Numa cidade que “ferve” com o caldo cultural, como é o caso de São Paulo, vir para o festival permite também compor combos de cultura e consumo. Isso faz bastante comum falar com participantes de fóruns do evento, ouvir depoimentos sobre visita a museus e exposição com a do Portinari do Cofre ou dos Arcos, passagem por restaurantes e bares badalados da cidade, com o Bar ou dos Arcos, ambos no centro da cidade. Ainda é comum, também, encontrar depoimentos sobre visitas a pontos turísticos e telhados para fotografar na ex-cidade da garoa, mas que continua dormindo pouco.

Enquanto no Lollapalooza 2022 desfila vários artistas e grupos musicais, atualmente expoente no cenário da música internacional, o evento também é da diversidade, o espaço para artistas icônico do novo cenário cultural, com a Pablo Vittar e também Anitta – que, destacada, nos dias do evento, alcançou um feito importante: cabe-se a musical brasileira, pela primeira vez, colou a música e a cultura brasileira em primeiro lugar de audiência no Spotify global. Este é o assunto bom para se recuperar em outra coluna.

Para deixar bem claro, o Lollopaloo em si e todo esse entorno de conexões culturais, e de são veias criativas da economia criativa atual. E estão pulsando.

Por hora, seja no Lolla ou no Lolla ou eventos mais intimistas ou musicais, em casa mesmo, ouvindo música como Spotify, Deezer entre como Spotify, Deezer entre como, vale a efervescência cultural efervescência cultural para que outros aplicativos ou tenha outros benefícios para ficar. Cantar é maravilhoso e, sem máscara, é melhor ainda.

Anderson Gurgel é jornalista de economia, negócios e marketing, professor universitário da Universidade Presbiteriana Mackenzie e do Centro Universitário Belas Artes, além de pesquisador, consultor e produtor de conteúdo. Conectando todas essas várias frentes de ação estão os negócios criativos, do entretenimento e do esporte, segmentos que o profissional vem se dedicando ao longo dos quase 25 anos de vida profissional. É autor de livros, produtor de eventos e já ganhou prêmios, sendo um destaque a Menção Honrosa em 2019 pela Universidade Presbiteriana Mackenzie pela atuação na área de inovação na educação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here