Ex-moderadoras processam TikTok por conteúdo perturbador

0
35

Ex-funcionários do TikTok, que atuam como revisores do conteúdo da plataforma de vídeos curtos, estão processando a empresa sob a alegação de que não receberam apoio psicológico durante o trabalho. Os ex-revisores descrevem como atividades de remoção de vídeos censuráveis ​​como “profundamente perturbadoras”.

Os demandantes Ashley Velez e Reece Young fizeram trabalhos de moderação para o TikTok sob contrato por meio de empresas terceirizadas – a empresa de tecnologia canadense Telus International e uma empresa sediada em Nova York chamada Atrium, respectivamente.

publicidade

Já assistu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? inscreva-se no canal!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here