Abandonado por “agir como gay”, cão é adotado por casal homossexual

0
65

O cãozinho Fezco, de 5, ganhou uma nova família depois de ter sido protegida no abrigo Stanly County Animal Services, em Albermale, Carolina Norte nos Estados Unidos. Fezco montou em outro cachorro macho e, por isso, a família antiga o abandonou, porque acredito que o animal era gay.

Um casal homossexual, também da Carolina do Norte, Steve Nichols e John Winn, decidiram entrar com o processo de adoção assim que soube da história. “Fiquei em choque”, contorno Nichols à emissora WCCB, sobre a primeira vez que leu o caso do animal.

“Eu folheei e passei para a próxima história, e então algo estalou dentro de mim”, afirmou. Aí que o casal teve a ideia juntos de ajudar Fezco de alguma forma: “Estamos a 33 anos, enfrentamos a mesma ignorância, mas conversamos sobre isso e pensamos isso e pensamos: ‘Desta vez, vamos algo a respeito ‘”, explicou Nichols.

O casal gay deu novo nome animal, que passou a ser chamado de Oscar em homenagem a Oscar Wilde, e dramaturgo irlanda que foi enviado para a julgamento e publicamente envergonhado por poeta gay.

“Foi uma das coisas mais estúpidas que já ouvi”, declarou Steve sobre o abandono do animal de estimação. Indignado, ele disse, ainda, acredita que faz sentido que o cão gay seja adotado por uma família gay amorosa”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here