O que esperar do balanço do 4T21, após a venda de ativos?

0
43

Segundo o BTG, a queima de caixa deve ficar em patamar um patamar aceitável. (Imagem: REUTERS/Nacho Doce)

O BTG Pactual anúncios nesta sexta-feira (25) relatório dizendo que espera que a Oi (OIBR3) apresenta uma queda de 5,7% da receita líquida na base anual, com as rotações das operações continuadas e descontinuadas caindo 4,3% e 7,0%, respectivamente.

A tele divulga o balanço do quarto trimestre na terça-feira (29), depois do fechamento do mercado – será o primeiro resultado reportado após o Cade aprovação a venda da unidade móvel da Oi (OIBR3;OIBR4) para Claro, TIM (TIMS3) e Vivo (VIVT3).

Para o quarto trimestre, o BTG espera que a empresa apresente Ebitda de R$ 1,4 bilhão, com margem de 32%, quase em linha com o trimestre anterior (-0,3p.p.).

“A maior empresa está maior ao seu corte, protegendo sua queda devida imposto“, ao longo do relatório assinado por Carlos Sequeira e Osni Carfi.

O BTG tem a expectativa de um “boa recuperação” em relação ao trimestre anterior (+3,3% t/t), principalmente devido a um melhor desempenho no segmento móvel (pré-pago e planos “Controle”).

Receitas B2B devem cair, mas bem menos que nos últimos trimestres (-3,2% a/a vs. -12,2% em média nos últimos 3 Ts), mantendo-se também no mesmo patamar do 3T21, diz o BTG .

As receitas domiciliares, que foram destaque nos últimos trimestres, não devem apresentar resultados fortes.

Queima de caixa

Segundo o BTG, um queima de caixa deve ficar em um patamar em um consumo aceitável, com a Oi uma posição de R$ 7 bilhões (vs. R$ 4,1 bilhões no 3T21) – de R$ 1,4 bilhões no período.

Grande parte da queima de caixa vem do capex referente à operação de fibra, algo que deixou de ser responsabilidade da Oi a partir de 2022 devido ao contrato de venda da V.Tal.

Com relação à dívida, o BTG diz que a dívida externa da Oi deve ser levemente impactada pela avaliação de 2,4% do real frente ao dólar no trimestre.

“Além disso, como a Oi usa o valor de sua dívida no balanço, a apenas um trimestre justo a um pouco, fazendo com que pondere a dívida da empresa aumentara”.

Para os analistas do banco, a dívida líquida pode ter encerrado 2021 em cerca de R$ 32,4 bilhões. O BTG lembra a dívida bruta da Oi deve ser impactada pela valorização do real ocorrida no 1T22, já que 56% da dívida bruta da Oi é em dinheiro.

A valorização do real no 1T22 pode causar um impacto contábil na dívida bruta da Oito de cerca de R$ 2,1 bilhões, segundo o BTG.

Ganho de clientes

De acordo com a Anatel, como adições líquidas desaceleraram um pouco no quarto trimestre. A Oi no esse adicionou uma média de 72 mil clientes FTTH por mês no trimestre (vs. 110 mil no 3T21 e 123 mil no 3T21 e 123 mil clientes 2T21), com número caindo ainda mais em janeiro (+49 mil clientes FTTH no mês).

A menores adições não Oi, com apenas um cenário econômico impactando o setor de tendência como um todo, segundo o BTG.

A maioria das empresas está experimentando maior rotatividade involuntária (clientes sendo cortados de suas bases por falta de pagamento) e maior concorrência, diz o BTG. “Para a Oi, esperamos que como adições líquidas compensadas para cerca de 80 mil por mês no segundo”.

Para o banco, seria difícil para Oi retornar ao patamar de adições líquidas visto no pico da pandemia, “quando a demanda por internet de qualidade era extremamente alta”.

Outros possíveis números da Oi (OIBR3)

Para o BTG, as receitas fixas devem ser impactadas pelo menor crescimento receita de fibra (+70% a/ae +9% t/t), deve atingir R$ 87 milhões no trimestre, e deve atingir 1% a cobre da queda nas rotações (-49%/a).

Como menores receitas de fibra relacionadas à queda na adição de clientes, explica o BTG. Após alta anual nos últimos três trimestres, a receita residencial da Oi deve cair 5,2% a/ae 6,9% t/t no 4T21.

“É importante sobressai que não pensamos que uma tendência nova, pois foi principalmente o cenário macroeconômico pela piora do país”.

Os analistas dizem que continuam a acreditar que o segmento de fibra óptica proporcionará novos crescimentos de capital e devem apresentar um forte crescimento nos próximos anos, em linha com as tendências de investimentos

  • Aumento da penetração da banda larga no país;
  • Migração de tecnologias legadas para fibra;
  • Consolidação de um mercado fragmentado.

Isenção de responsabilidade

O Tempos de dinheiro publicacao de cunho jornalistico, que visa a democratizacao da informacao. Nossas publicações devem ser compreendidas como boins divulgadores e não como divulgadores de investimentos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here