Ibaneis pede que comandante-geral da PMDF reforça segurança nas escolas

0
36

O governador Ibaneis Rocha (MDB) afirmou, na manhã desta sexta-feira (25/3), que pretende reforçar a segurança nas escolas do Distrito Federal.

Na última semana, pelo menos quatro casos de violência assustaram a comunidade escolar do DF. “O que eu tenho pedido para o comandante-geral da Polícia Militar do DF é que reforce [a segurança]principalmente, nas áreas onde a é maior”, disse.

0

Mesmo assim, o governador facilitou na estratégia. “Nós não temos condições de colocar um policial em cada uma das escolas. São quase 700 unidades no DF. É impossível, hoje, diante do número de funcionários”, explica.

Na última quarta-feira (23/3), foi divulgado um novo plano de segurança nas escolasque será detalhado na próxima segunda-feira (28/3).

Quatro casos na última semana

O casos registrados pelo menos de alunos federais encontrados da rede pública. Na manhã de quarta-feira (23/3), uma adolescente de 14 anos precisou ser socorrida ao hospital após ser atacada por outro estudante no Colégio Fundamental do Bosque, em São Sebastião. A garota teve quatro perfurações de fachada nas costas e uma no braço esquerdo. Ela foi encontrada ao pelo Hospital Regional do Parano Corpo de Bombeiros

Na terça (22/3), durante uma briga em frente ao Centro Educacional São Francisco, o CED Chicão, em São Sebastião, uma jovem uma arma para a cabeça de uma estudante. A confusão, registrada por celulares, viralizou nas redes sociais.

Também na terça, o diretor da escola Centro de Ensino Fundamental 8 (CEF 8), de Taguatinga, precisou separar uma briga entre estudantes. A confundir por outros alunos. As imagens mostram dois garotos trocando e chutes. De repente, o diretor da unidade de ensino aparece e os separa.

No fim da manhã de sexta-feira (18/3), um adolescente de 17 anos foi ferido com uma fachada após briga de estudantes em outra escola pública do Distrito Federal. O caso aconteceu dentro do Centro de Ensino Médio 3, na Ceilândia. O rapaz chegou ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC) em estado grave e passou por cirurgia, de acordo com familiares.

Novo restaurante comunitário

A Ibaneis Rocha contratou a ordem de início do restaurante de obras comunitárias Arniqueira, além da implementação da rede de esgoto da Quadra 10. Como custarão quase R$ 5 milhões e devem ser concluídos em sete meses.

De acordo com o projeto, o espaço terá 288 lugares, com capacidade para atender 1 mil pessoas durante o horário de funcionamento, podendo ser servidas até 2 mil refeições diariamente. O local servirá tanto o café da manhã, a R$ 0,50, das 7h às 8h30, quanto ao almoço tradicional, a R$ 1, das 11h às 14h.

O Restaurante Comunitário fica em situação de vulnerabilidade extrema, em situação de rua em situação de desabrigo. Nas dependências desta unidade existe um antigo refeitório, que será reformado para abrigar o novo local.

O DF conta atualmente com 14 restaurantes comunitários. Em 2021, foram servidas quase 8 milhões de refeições nesses espaços.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here