Ação da Cognação (COGN3) sal mais de 10% com reesttrutura dando frutos, mas analistas seguem cautelosos com papel

0
57

Na sequência de uma queda dos lucros ajustados e com a Redesenhar dando frutos, os papéis da Cogna (COGN3) lidera os ganhos do Ibovespa, chegando a subir mais de 10% na manhã desta sexta-feira (25). Às 11h24 (horário de Brasília), a alta era de 10,39%, a R$ 2,55, puxando outras do setor, como a Yduqs (YDUQ3), que subia 5,88%, a R$ 20,36, no mesmo horário.

A copanhia de educação, que conta com marcas como Kroton e Vasta, relatórioou pagamento ajustado de R$ 74.945 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21)uma elevação de 87,3% com relação aos lucros computados no 4T20, de R$ 589.232 milhões.

Analistas da XP a Cogna apresentou resultados positivos positivos no 4T21, com receitas caindo 5,6% na base anual (em linha com a estimativa anual), margem Ebitda (ou lucro antes de juros, imppostos, depreciações e amortizações, Ebitda, sobre receita líquida líquida) em 27,3% (em uma estimativa) e uma vez que a estimativa inicial foi ajustada para estimativa de R$ 105 milhões.

O destaque positivo foi a Vasta, com receitas crescendo 16% na base anual. Apresentou também um guia de receita para o 1T22, de R$ 370 (alta de 32% na base anual), o que deve manter uma margem Ebitda milhões que não pretende atingir o patamar de “30% altos”, na visão dos analistas.

O desempenho da receita da Kroton foi decepcionante, como esperado, uma recuperação da margem Ebitda mas decepcionada com o processo de recuperação da construção anterior é uma boa e, ao ver da XP, mostra um cenário mais daqui para a frente.

O Morgan Stanley também destacou que as margens da Cogna estão mudando mais do que o esperado, uma vez que as despesas gerais e administrativas melhoram após a estruturação do ano passado.

Para a Levante Ideias de Investimentos, após um 2020 repleto de dificuldades para as empresas do setor, a empresa fez a “lição de casa”, redefinindo suas estratégias, remodelando sua estrutura de custos e investindo em negócios com
Grande potencial para crescendo.

Uma das vertentes, o ensino digital, o trimestre após o trimestre, os aumentos gradativos na base de alunos e receita.

Ainda não há mais detalhes da rede da empresa, a primeira companhia apresentará nos resultados opacionais e financeiros de 2022 da KrotonMed, o premium que atualmente conta com as sete unidades de medicina em operação.

Outro fator empolgante da empresa, destaca-se a Levante, foi a conclusão da aquisição do ensino Eleva em
em meados de outubro de 2021, reforçando a estratégia em ativos light, com maior potencial de crescimento e maior retorno de capital investido (ROIC).

“Acreditamos que a companhia teve sucesso nas transformações organizacionais e financeiras de um ano para cá e demostra através de seus números que estão mais preparados para os desafios impostos pelo setor e a economia”, apontam.

Em teleconferência de apresentação de resultados da Cogna e de saída do cargo de CEO, Rodrigo Galindo, afirmou que, para a Kroton, a empresa vê “alguma oportunidade” de crescimento na rentabilidade em 2022; alta captação de alunos no presencial e no EAD ; alta na base de alunos, com queda menor da etenência de crescimento presencial no digital e no híbrido; sem potencial KrotonMed.

Para a Vasta em 2022, espera “forte crescimento de receita”; forte crescimento de Ebitda recorrente; forte crescimento de operação de geração de caixa pós capex; e lançamento de novos produtos.

Graduação presencial ainda gera cautela

Por outro lado, cita a Levante, em termos operacionais, a base de alunos de curso presencial continua sendo o “tendão de Aquiles”, encerrando o trimestre com cerca de 187 mil alunos, queda de 18,7% em relação ao 4T20.

É válido mencionar que a redução de alunos está também relacionada ao fato da companhia de otimização de Campus seguindo o plano de otimização de custos. Já a base de alunos de novos alunos digitalizados (EaD) ampliou a queda do presencial e cresceu 63%, em processo de expansão de novos polos e unidades pela companhia. Com isso, uma base de alunos de aumento de 4,4% na comparação anual e ligeiramente inferior a 3T21 em 8,8%. Na unidade de negócio de pós-graduação, a companhia conseguiu aumentar a base de alunos em 17,3% triestre contra triestre.

O Morgan Stanley, realçado por receita ainda está em redução devido à sua receita para EAD por ação em queda (EADS, e custos na receita ainda em inglês) que continua pela receita financeira.

Já o Credit Suisse avaliou que a receita líquida e o Ebitda ainda estavam acima das suas expectativas, mas abaixo dos números históricos.

Em gestão geral melhorou sua redução de durante durante 21, mas ainda é 20, a empresa pela empresa crescimento de alunos presenciais, estagnação de tíquetes e menor EAD em relação aos pares, apontam os analistas.

Assim, do ano passado, ainda não se consolidará a empresa com capital positivo um investimento líquido, do ano passado, que ainda não se consolidará com capitalfluxo líquido, investimento de caixa de caixa.

Neste contexto, a base de alunos presenciais cresceu 18% e a base de ensino anual EAD (a14% na comparação baixo de Yduqs YDUQ3, que cresceu EAD em cerca de 30%). O efeito positivo veio dos sistemas de ensino básico (Vasta), que concluíram a aquisição do Eleva Learning System e a base de alunos em 15% ao ano.

“Permanecemos com o case pois a case apoie a empresa de consciência, evasão de consciência para muitos, evasão de segurança para muitos resgatáveis ​​por muitos ambientes macroeconômicos. Assim, na visão dos analistas do banco, tanto a dinâmica dos tíquetes quanto a recuperação lenta de sua base de alunos podem limitar os benefícios de curto prazo.

O Credit Suisse certificado reiterado abaixo do desempenho (desem abaixo da média do mercado) para Cogna, com preço-alvo de R$,30, um centavo do fechamento do papel na véspera. Na mesma linha, o Morgan propôs reduzir a participação (desempenho abaixo da média do mercado) para os ativos, com igual preço-alvo do Credit.

O Bradesco BBI também tem o equivalente à venda para os ativos, com preço-alvo de R$ 2,10, ou uma queda de 9% em relação ao fechamento da véspera.

Para eles, os números apresentados ao contrário- empresa foram misturados com um prejuízo líquido esperado, atingido por altas e maior número e variação ao não-recorrente de na Kroton, dada a maior variação em termos de aceitação na Kroton. Já o Ebitda ajustado ficou 8% acima do esperado pela casa, devido à menorton de dívidas na Kro.

“Mantivemos nossas receitas de venda na avaliação, os fundamentos de crescimento de fracos no
negócio principal de educação Superior e as perspectivas desafiadoras de lucros para 2022”, avaliam.

Já a XP possui com um preço neutro para ação de R$ 5,1, o que configura um potencial expressivo de valorização de 120% em relação ao fechamento da véspera. “Independentemente dos resultados do 4T21, reiteramos nossa visão neutra sobre as ações devidas à incerteza ainda maior em relação aos lucros de curto prazo”.

Assim, conseguiu fazer a “casa”, os frutos da bastante, a analistas ainda seguem cautelosos com o case.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here