Entrevista do mendigo, feita pelo metrópoles revela detalhes exclusivos da traição; confira:

Gilvaldo Alves, o morador de rua envolvido no caso de traição mendigos na cidade de Planaltina, concedeu entrevista exclusiva ao site Metrópoles nesta quinta-feira (24).

Em seu depoimento, o homem deu o seu melhor pela primeira vez. dos fatos. veja mais a seguir.

Entrevista do mendigo: Entenda o caso mendigo planaltina

Um personal trainer de 31 anos flagrou sua esposa fazendo sexo com um mendigo de 48 anos em um carro em 9 de março.

O caso aconteceu em Planaltina, Distrito Federal, e desde então tem chamado atenção em todo o país.

Mendigo e personal; Caso mendigo e personal trainer

Personal trainer revela se se separou após esposa trair com mendigo;

Em entrevista ao site Metrópoles, o personal trainer diz que não conversou com a esposa sobre isso porque ela está em uma instituição psiquiátrica.

No entanto, ele diz que o casamento vai continuar.
É não por algum fator que surgiu ali, um desabafo, que eu não conheça a pessoa com quem morei por três anos, disse o gerente de contratação.

Meu casamento está em andamento, acabou.

Em entrevista, o marido diz que mudou de ideia e está pensando em continuar o casamento. Confira mais abaixo.

Em depoimento à polícia, a mulher indicou que a relação era consensual e ela foi levada para a delegacia junto com o marido.

O menino agredido teve que ser levado ao hospital pois sofreu ferimentos para seu rosto e sou Corpo.

Mais videos do caso mendigo pegador

Após o incidente, o personal atacou o homem porque ele achava que sua esposa havia sido abusada sexualmente pelo mendigo de vigilância. Veja o vídeo abaixo:

Entrevista do mendigo; Mendigo fala sobre o caso;

Na Entrevista do mendigo, concedida ao site Metrópoles, o morador de rua que participou da, Entrevista do mendigo, contou pela primeira vez detalhes exclusivos da traição.

Eu estava andando pela rua e ouvi um grito: Moço, moço. Olhei para trás e só havia eu. E ela confirmou dizendo: Você quer namorar comigo? ela disse.

“Garota, eu não tenho dinheiro, sou sem-teto, nem tenho dinheiro para levá-la ao hotel. Então ela disse, Pode ser no meu carro,” ele continuou.

Entrevista do mendigo Eduardo Alves - Sandra - Morador de Rua mendigo

Entrevista do mendigo

Fotos: Reprodução/Redes Sociais

Apesar da agressão sofrida, que resultou em inchaço do olho e uma costela quebrada, na entrevista do mendigo ele admitiu que não sabia o que aconteceu se arrepender.

Givaldo se defende de acusação de estupro

Diante da situação, na entrevista do mendigo, Givaldo fez questão de esclarecer que tudo era amigável e que Eduardo Alves, o personal trainer traído, estava errado por atacá-lo assim.

Pensei que era uma mulher em busca de afeto e satisfação. Acho que vocês [funcionários] devem orar a Deus e pedir sabedoria para agir em momentos de desespero porque Ele pode colocar tudo em risco. Você se expõe com uma mentira. Pense nisso, explicou o mendigo na entrevista do mendigo.

Givaldo sofria de um inchaço no olho e uma costela quebrada. Incrédulo com o alcance que a história teve nas redes sociais, na Entrevista do mendigo, ele comenta: Não me arrependo.

Ele comemora o fato de tudo ter acontecido em ruas onde havia câmeras de vigilância.
Deus leve me para um lugar cercado por câmeras provando que não havia nada disso (estupro). Se ele fosse outro sem-teto, provavelmente já estaria na cadeia, disse ele.