Polícia Federal investiga fraudes de até R$ 1 milhão

0
43

Nesta segunda-feira1), a Polícia Federal (PF) cumpriu oito oito pedidos de busca e apreensão (contra os suspeitos de fraude ou auxílio emergencial na busca) cidades do Rio de Janeiro, Angra dos Reis (RJ), Barueri e Carapicuíba (ambas em SP).

De acordo com a PF, o causador da organização criminosa pode chegar a R$ 1 milhão. A investigou o grupo e concluíram que eles usaram nos sites dos tribunais eleitorais (TREs) que não votaram nas últimas pessoas de operações.

publicidade

Com essas informações, os suspeitos de fraudem os dados em sites privados e administrados o cadastro no portal do governo federal. Depois, realize o requerimento indevido do benefício pelo aplicativo Caixa Tem.

Leia mais:

Além disso, outras pesquisas constataram que os suspeitos recorriam a fraudes como o cadastramento de salgadinhos de celular em nome dos beneficiários e documentos falsos. O que ajuda a dar aparência de que o cadastro para o auxílio emergencial era verdadeiro.

O suspeito de liderar a organização foi preso – em flagrante – por falsificação de documento, no Rio de Janeiro. Ele já tinha sido preso em 2016 pela Polícia Civil do Paraná por estelionato e falsificação de documentos.

Fonte: Agência Brasil

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? inscreva-se no nosso canal!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here