LGPD: é bom olhar para cima

0
66

Por Luiza Sato*

UMA cerimônia do Oscar de 2022 está chegando e um dos filmes indicados é o longa “Não Olhe Para Cima”, uma produção da Netflix, que concorre a 4 prêmios, incluindo o melhor filme e o melhor roteiro original.

publicidade

O filme traz a história de dois astrônomos que descobrimos um cometa que está em rota de imprensa com a Terra, e passam a publicar os alertas para a imprensa.

Leia mais:

A produção apresenta uma amostra de como as pessoas costumam reagir às notícias, duvidando da sua gravidade e questionando a necessidade de adoção de medidas para impedir a catástrofe. Com o humor e a situação grave com a decisão de um mundo escolhendo o momento grave, especialmente com a decisão dos EUA e a solução, não compreendendo o momento em que ocorreu uma decisão de uma solução de uma solução.

O visualizador rapidamente se identifica com a história trágica pela semelhança com a realidade, que claramente não é mera coincidência.

A boa notícia é que, na vida real, até onde sabemos, não há atualmente qualquer um que esteja em vias de extinção em nosso planeta. Entretanto, há várias questões que parecem caber na ideia do filme. O paralelo que trago, é bastante trágico do que a situação de um cometa a cometa a das empresas com seus projetos de significativamente à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Desde que os profissionais da área se preocupam com o assunto, há muitas empresas desacreditadas, fazendo uma série de outras ações que julgam mais importantes dentro de seus orçamentos e planejamentos estratégicos. A proteção até as normas de dados e segurança da proteção de todos os dados, sempre para a proteção de uma informação, para garantir a proteção de dados (ANPD) nacional de proteção, segundo os dados apresentados para seguir a uma autoridade agir com mais respeito.

É importante mencionar que o transtorno aqui não é necessariamente uma multa de R$ 50 que a ANPD é competente para aplicar, ou outras multas já impostas por outros órgãos administrativos e pelo Poder Judiciário. falta de proteção de dados de oportunidades de negócios e de proteção de informações de segurança da informação de oportunidades de negócios, de proteção de dados de oportunidades de negócios, de gestão de segurança de dados público série de outros serviços. Considerando que um mundo ainda não foi levado a dados, uma empresa que ainda não tomou essas medidas com medidas apropriadas, e ainda não foram adotadas para a chegada de problemas.

O nome do filme – “Não Olhe Para Cima” – traz a ideia exata de que as pessoas podem escolher simplesmente ignorar uma situação que pode ser contornada, e acham que aquilo passará. Mas nosso conhecimento não vai, e que algo deve ser feito para o cometa ser desviado ou, no caso, para uma corporação finalmente se adequar às normas de proteção de dados. Então, quando estamos falando de LGPD, estamos sim olhando para cima.

*Luiza Sato é sócia de ASBZ Advogados, responsável pela área de Proteção de Dados, Direito Digital e Propriedade Intelectual

Já assistu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? inscreva-se no canal!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here