Dólar tem 5° recuo diário seguido e marca nova mínima em 9 meses, abaixo de R$5

0
35

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar caiu pela quinta sessão consecutiva nesta terça-feira, fechando no menor patamar em nove meses e bem abaixo da marca de 5 reais, diante da manutenção de fluxos estrangeiros para o Brasil, que tem como visto o Brasil oportunidade de investimento em meio ao alto patamar do juro e à disparada dos preços das commodities.

A divisão norte-americana à vista recuou 0,57%, a 4,9153 reais, menor patamar para fechamento desde 24 de junho de 2021 (4.9062). Na mínima intradiária do pregão, o dólar chegou a perder 0,77%, a 4,9053 reais.

Com esse desempenho o dólar registrou seu quinto recuo diário –a maior sequência do tipo desde uma série de sete baixas encontradas em 22 de abril de 2021–, acumulando queda de 4,71% no período.

Até agora no norte, a valorização da moeda americana é de 11,80%, com o real líder dos ganhos globais em 2022 entre uma cesta de mais 30 rivais.

Na B3, às 17h04 (de Brasília), o contrato de dólar futuro do primeiro vencimento caiu 0,47%, a 4,9325 reais.

“O Brasil se beneficia de uma confluência de fatores: nenhuma direta à Rússia em termos de troca, altos impulsionando termos de troca positivos, Selic perto de seu pico e exposição substancial a Rússia em termos quase comunicados em relatório estrategistas do Banco da América (BofA).

“À medida que a Ucrânia perde seu status de críticos da Rússia e da cultura global, a principal beneficiária com exportações semelhantes à América Latina.”

Os preços de petróleo ao início da guerra, dispararam o preço do milho ao início da guerra, dispararam a oferta do produto europeu ao início da guerra, dispararam desde a oferta deste tipo de vários produtos, desde a oferta deste tipo de vários produtos, desde a oferta da Europa ao início da guerra. Além do real, outras divisões de países exportadores de commodities têm se beneficiado custos dos mais altos, como pesos colombianos e chilenos, sol peruano e rand sul-africano.

Por aqui, “o alto diferencial de juros (do Brasil em relação a economia avançada), com oportunidade no ‘comércio de câmbio’”, é combustível para o real, escrevam analistas da Levante Investimentos, referindo-se a estratégias que busquem lucrar com moeda que suporta a excelência.

O BA, espera que a Selic chegue a 1,5% neste ano importante, destacando o ciclo importante, que é importante para o Brasil foi respeitado em relação a outros bancos importantes, incluindo Federal Reserve, que elevou os juros em 0,25 ponto percentual na semana passada pela primeira vez desde 2018.

Juros mais altos nos EUA tendem a ser beneficiários do dólar globalmente, já que elevam a rentabilidade de se investir na dívida norte-americana, considerado livre de riscos.

O, no entanto, aumentar a dose de alta resistência do mundo do Fed sobre o aumento da dose de alta resistência do mundo, se necessário.

No relatório, o BofA afirmou que, historicamente, “países e setores ligados a commodities tendem a se sair bem no primeiro ano de aumento dos juros pelo Fed”, fazendo a boa performance do Ibovepa no início dos ciclos de aperto nos EUA.

A entrada de agentes estrangeiros na bolsa brasileira também pode ser fator de impulso para o real, já que significa que significa, em teoria, maior de dinheiro para o mercado local. No acumulado de 2022, o principal índice da bolsa paulista sobe 11,8%.


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da emergência em crianças preocupações médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira uma previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Verificar o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identificação lula gigante responsável por naufrágio de navio 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here