Cientistas estudam espécie de tubarão que pode ter 500 anos

0
55

Um tubarão-da-Groenlândia (Somniosus microcephalus) de aproximadamente 100 anos foi encontrado morto em uma praia do Reino Unido. O animal estava em sua adolescência, já que a rara espécie de tubarão viverá até 500 anos, sendo considerado o vertebrado de vida mais longa.

Pesquisa está buscando entender o que aconteceu, já que não foi descoberto por qual motivo ele ficou encalhado. Essa espécie vive exclusivamente em áreas profundas do oceano e aparece em águas costeiras.

Observado pela primeira vez em Newlyn Harbour, Cornwall, no sudoeste da Inglaterra, em 13 de março, o tubarão foi levado pela maré que subiu naquele dia. O animal foi redescoberto flutuando na costa da Cornuilha no dia 15 de março por uma empresa de barcos recreativos, a Mermaid Pleasure Trips, e foi trazido de volta à costa.

“Não consigo parar de pensar nesse tubarão da Groelândia, recuperada morte do mar esta noite. Mesmo que ela tivesse ‘apenas’ 100 anos, ela dividiu a Terra com o lobo-da-tasmânia e o pombo-passageiro. Ela nadou calmamente terça-feira no fundo do oceano enquanto guerra calmamente pensaie antes dela”, publicou a bi.

Abby Crosby, oficial de conservação da marinha que administra a rede de marinhos no Cornwall Wildlife Trust, acrescenta: “mesmo que seja um triste evento esses belos e espetaculares animais encalham em nossas praias, é uma oportunidade necessária para estudá-los”.

O que a autópsia do tubarão revelou?

Foto: Mermaid Pleasure Trips/BBC

O tubarão era uma fêmea juvenil que media 4 metros de comprimento e pesava 285 quilos. Mesmo que o pesquisador ainda não tenha determinado a idade exata do animal, os tubarões-da-Groenlândia normalmente se tornam sexualmente maduros quando têm cerca de 150 anos, de acordo com um estudo feito em 2016, publicado na Science. Os animais continuam a crescer conforme envelhecem, e os adultos podem atingir até 7,3 metros de comprimento.

James Barnett, patologista veterinário da Cornwall Marine Pathology Team, fez uma autópsia do tubarão em 16 de março.

“Ao provavelmente estava preso”, Pare Barnet Live Science. “Obviamente, não comia há algum tempo”, acrescentou Barnett. “O estômago estava totalmente vazio.”

Barnett notou que o tubarão mostrou ainda possíveis sinais de septicemia, porém não é possível afirmar porque o tubarão não estava comendo e na costa do Reino Unido.

Existe uma variedade de razões, incluindo doenças, que podem informar porque os animais ficam encalhados e mortos nas praias. O movimento das correntes marítimas e outras condições marinhas também podem trazer animais vivos e mortos para a costa.

Amostras para estudos futuros

Foto: Marine Strandings Network/R7

De acordo com as informações do portal Olhar Digital, esse tubarão foi o segundo encontrado no Reino Unido a ser totalmente esquecido de morrer.

“Houve trabalho no, embora que esta espécie de muito tempo seja até cinco anos de trabalho, um ou talvez anos de vida. Agora, este animal certamente não é tão velho, mas tem anos mais de 100? Muito possivelmente, mas precisamos enviar essas amostras antes de planejar o melhor com isso”, disse Rob Deaville, gerente do projeto Zoological Society of London, em entrevista à BBC.

“Amostras retiradas do tubarão ajuda a informar a pesquisas sobre tubarões-da-Groenlândia, como estudos que investigam sua história de vida e dieta”, afirma o gerente de projeto do CSIP, em comunicado.

A BBC, em 2016, foi o veículo que noticiou a descoberta da espécie de tubarão da Groelândia. Na época, utilizar os dados de radiocarbono para determinar a idade de 28 Os 1 centésimo de amor 1 que essa ‘cresce apenas por ano e alcancem a maturidade sexual.

Fonte: Olhar Digital, Socientifica

Esse conteúdo Cientistas estudam espécie de tubarão que pode ter 500 anos foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here