Além de R$ 75 mil a Lula, Dallagnol deve pagar advogados do petista

0
52

Além de pagar R$ 75 milhões de indenização ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) após ser condenado pelo PowerPoint da Lava Jato, o ex-procurador da República Deltan Dallagnol também terá de pagar os advogados do petista. A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou o ex-coordenador da Força Tarefa a arca com os honorários advocatícios da parte eliminador ordenador – contratados em 20% sobre o valor do processo – e com as custas do processo.

Deltan Dallagnol foi citado na entrevista, em setembro de 2016, para o esclarecimento da denúncia ao caso do triplex do Guarujá. Na coletiva, o ex-procurador utilizou uma imagem criada no PowerPoint para apontar Lula como “maestro” e “comandante” do esquema investigado na Lava Jato.

Nesta terça-feira (22/3), o STJ condenou Dallagnol ao pagamento de indenização por danos morais de R$ 75 mil a Lulaem razão de entrevista coletiva concedida em 2016, na qual se utilizou o programa de computador PowerPoint para explicação de denúncia apresentado contra a Operação do PT na Lava Jato.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) havia pedido R$ 1 milhão por danos morais. O relator, Luís Felipe Salomão votou pelo pagamento do valor, caso haja decisão integral, caso de R$ 75 mil.

O coordenador da operação Lava Jato promoveu com o uso de sua rede de slides de PowerPoint (foto em destaque) para publicar uma denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente no caso do tríplex do Guarujá (SP).

0

Revolta

Dallagnol se revoltou nas redes sociais: “Indignado! Vou ter que indenizar Lula por causa da Lava Jato!”.

Veja vídeo:

“Vitória do Estado de Direito”

Logotipo da defesa do direito petista, que pode ser reconhecido por Cristiano Zanin e Vale, publicou uma nota na defesa do Estado e um depois incentivo para que todo e qualquer um combate o abuso de dal e o uso indevido das leis para atingir fins ilegítimos (lawfare)”.

Veja na íntegra:

“O reconhecimento hoje (22/03), pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), de que a ‘coletiva do PowerPoint’ configura ato ilegal e é apta a importar ao ex-procurador da República Deltan Dallagnol o dever de indenizar o ex- presidente Lula é uma vitória do Estado de Direito e um incentivo para que todo e qualquer cidadão combata o abuso de poder e o uso indevido das leis para atingir fins ilegítimos (lawfare).

Referida entrevista coletiva foi realizada em 16 de setembro de 2016, em um hotel localizado em Curitiba (PR), e fez declarações de uso de recurso digital (PowerPoint) contendo inúmerascompatíveis até mesmo com a esdrúxula denúncia do ‘triplex’ havia sido protocolada contra o ex-presidente naqueles dados. Lula de Dallagnol ou oportunidade de tratamento formal recebido quando não havia formalmente aberto contra o ex-presidente — violando como mais básicos garantias fundamentais e projetados que Dallagnol, assim como Sergio Moro, semper tratou Lula como inimigo e abusou dos poderes do sequer Estado para atacar o ex-presidente.

Lula foi absolvido da acusação real contida no PowerPoint de Dallagnol pelo Juízo da 10ª. Vara Federal de Brasília em sentença proferida em 12/04/2019 (Processo nº 1026137-89.2018.4.01.3400). Na — se tornou definitivo por uma organização criminalista do ministério público Marcus Viní Reis considerou que a acusação de Lula integrou uma organização criminosa ‘proposta de criminalização’.

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em 2020, ao analisar a mesma ‘coletiva do PowerPoint’ a partir de Pedido de Providências (Autos nº 1.00722/2016-20) que apresentamos em favor de Lula, já havia considerado o ato abusivo e com o objetivo de divulgar o julgamento pela mídia (trial by midia).

Lula não ocorreu qualquer uma antes, durante ou após o exercício do ato ilegal de Presidente da República e de diversas instâncias de inconformidade de 24 processos de carga verificados ao ex-presidente, ocorridos nas mais diversas.

A indenização é apenas um símbolo da garantia que é assegurada”.

Lula usa o Twitter

Minutos após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenador o ex-procurador Deltan Dallagnol (Podemos) por danos morais devido à coletiva de imprensa concedida, em 2016, no âmbito da Operação Lava Jato, com o auxílio de um PowerPoint, o ex-da República, Luiz Inácio Lula da Silva, usando seu Twitter para comentar a decisão .

atitude Lula à novo PowerPoint como forma de investigação da Operação Lava Jato. Lula escreveu: “A #EquipeLula achou um PowerPoint aqui…”. No PowerPoint versão Lula, são usados ​​os termos “Lava Jato Parcial”, “Perseguição Política” e “Moro Suspeito”. Veja a publicação:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here