Poluição por carbono negro pode destruir a Antártida

0
50

Os níveis de grande importância atuais se tornaram tão grandes que são tão grandes que ainda não são tão significativos oficial para o meio ambiente e para a saúde humana. Até mesmo a Antártida, que é o continente menos habitado e, consequentemente, o menos poluído do mundo, já registra níveis alarmantes de ameaça ambiental.

Imagens Getty

A queima de combustíveis fósseis está crescendo no continente de gelo além da utilização de elementos como o carbono negro, que é um perigo para a vida na terra e para a própria Antártida. A presença desses elementos, que são chamados de diferentes elementos escuros, têm impacto significativo do gelo da região. Nem mesmo o continente menos habitado do mundo está ileso da exploração humana.

O que é o carbono negro?

O negro representa uma das formas de carvão em sua forma mais pura (que está cristalizado, ou seja, em formato de gás carbono). Para se ter uma ideia, o cabelo humano mede 100 mícrons de diâmetro, enquanto o carbono negro é formado por partícula com menos de um mícron de diâmetro. Ele é composto principalmente pela parte individual de compostos, a partir do metaetileno ou do metaetileno.

Dessa forma, o carbono negro é uma versão impura orgânica, produzida durante um carbono, ou carbono, que pode ser orgânico, material de madeira. A fumaça dos motores movidos a diesel é mais perigosa do que se incendiar: assim como acontece em florestais, a fumaça preta consequente da queima incompleta de combustíveis fósseis contém negro, uma forma extremamente tóxica e poluente.

carbono negro

Solostocks México

Em realizada por 31 especialistas sobre o assunto e publicada no Jornal de Pesquisa Geofísica: Atmosferas, o carbono negro é apontado como o segundo agente que mais contribui para o global. Seu efeito equivale a dois terços do dano causado pelo gás carbônico (CO2), o que o torna mais perigoso que o gás metano.

De acordo com a Agência Internacional (IARC), a Pesquisa programada pela utilização de máquinas de trabalho, principalmente diesel, é o carro a diesel, programadas de acordo com os cânceres de ciclo e de funcionamento prolongado. O carbono negro está muito ligado a isso.

O que ocorre na Antártida?

Na Antártida, como as coisas precisam ter núcleos claros, para refletir tudo a luz do sol e manter mais fresco. A presença do carbono faz com que seja sol e aqueça, que aqueça faça seu derretimento.

Esse processo não é prejudicial apenas para o continente de gelo, mas sim para todo o restante do planeta Terra. A Antártida manda uma quantidade enorme de energia solar de volta para o espaço. A perda de cobertura de gelo e neve da região significa um aumento na temperatura do solo e dos oceanos, o que causa ainda mais perda de gelo e neve, iniciando um ciclo vicioso.

Por meio da pesquisa, que durou quatro anos, os carbonos da região próximos da região de Trinity Antártida, que é ao próximo. De acordo com os cientistas, isso acontece mesmo com o uso de menos poluentes nos navios.

carbono negro

Pixabay

No verão de 2019 e 2020, mais de 74 mil turistas visitaram a Antártida, o que significa um aumento de 32% no comparativo com o verão de 2018 e 2019. No apanhado de uma década, o crescimento do turismo no continente foi de mais de 100%.

O aumento no número de turistas é indicativo de que os navios de passageiros podem estar sempre oscilando, já para que os visitantes cheguem à região, diversos precisam se locomover com todos. O estudo realizado Antártida o que está demonstrado que já está ali, maior a atividade humana em que, são maiores os níveis mesmo que seja exatamente um local.

Fontes: Olhar Digital e eCycle

Esse conteúdo Poluição por carbono negro pode destruir a Antártida foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here