Martinelli e Arana celebram oportunidade na Seleção Brasileira

0
47

O meia-atacante Gabriel Martinelli e o lateral Guilherme Arana não esconderam nesta segunda-feira (21/3) a alegria pelo retorno à seleção brasileira. A dupla foi convocada para defensor o time comandado pelo técnico Tite para os jogos contra Chile, nesta quinta, e contra a Bolívia, no dia 29, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Martinelli é o único estreante desta última convocação de Tite. Mas a estreia parece mais um retorno, uma vez que o jogador já tem seguidas partidas pela Seleção Olímpica. Ele até conhecido da conquista da medalha de ouro na Olimpíada de Tóquio, no ano passado, no Japão.

Apesar de ser um veterano da Seleção, ele vibrou com a chance na equipe principal. “Foi emocionante. Eu estava com meu pai em Londres quando estava com convocação. É um dia marcado nas nossas vidas”, comentou o jogador do Arsenal.

A convocação confirmou o meia-atacante na Seleção Brasileira e descartou uma eventual chance na equipe italiana. Como tem cidadania do país europeu, ele pode ser convocado pela seleção da Itália. “Sempre claro que o meu sonho era defensor as cores da seleção. Então, já tinha em mente que ia defender o Brasil. Essa escolha já estava feita na minha cabeça.”

Em sua chegada ao tempo de Tite, Martinelli disse realizar um sonho de criança. “É um sonho de criança, acho que todos os jogadores sempre sonharam em estar na seleção. A seleção principal, agora vai firme para buscar o lugar, o trabalhador, que trabalhará para chegar na minha vantagem na vaga da Copa do Catar.

“Consigo jogar nas duas posições, por dentro e por fora, e acho que isso pode me ajudar. Claro que a seleção tem muitos jogadores de qualidade. Mas vou me dedicar ao máximo, dar o meu melhor para a vaga, o meu espaço no tempo”, reforçou.

Para Guilherme Arana, a convocação é uma chance preciosa para mostrar o serviço da forte concorrência na lateral-esquerda, uma das posições de maior indefinição na equipe. Arana disputa uma das vagas do lado esquerdo do tempo com Alex Telles, do Manchester United, e Alex Sandro, da Juventus.

O jogador do Atlético-MG acredita que os rivais não estão em vantagem por atuarem na Europa. “Independentemente do local onde estiver, Europa ou no Brasil, eu desempenharei meu trabalho Essa dúvida deixo para o Tite. É ano de Copa, vou manter trabalhando e me cuidando. Se aparecer, quero agarrar essa chance”, declarado.

Arana suporta que tanto ele quanto Martinelli têm pouco tempo para se destacar na seleção, de forma a confirmar a vaga no elenco que irá ao Catar, em novembro. “Esse teste é muito importante. A Copa já está aí, bem próxima. Temos que assumir as oportunidades. A gente, que é novato aqui, tanto o Martinelli, temos que medir os treinamentos, os aprendizados que mais nós podemos experimentar nos passar.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here