M. Dias Branco mantém apetite por aquisições em 2022 – Money Times

0
43

M. Dias Branco MDIA3
Não temos nada transformacional no radar, mas temos coisas importantes que mostram uma nova direção da M. Dias para maior margem, novas categorias (Imagem: Divulgação/M. Dias Branco)

UMA M. Dias Branco (MDIA3) mantém a intenção de realizar fusões e aquisições (M&A, na sigla em inglês), afirmou o vice-presidente de Investimentos e Controladoria da empresa, Gustavo Theodozio, nesta segunda-feira, 21.

“Não temos nada transformacional no radar, mas temos coisas importantes que não mostram uma nova direção da M. Dias para a margem, novas categorias, então acho que podemos esperar movimentos inorgânicos”, disse o executivo, durante teleconferência com analistas e investidores.

Para Theodozio, a crise atual pode fazer com que surjam negócios que não estejam nos planos da companhia. “Estamos em conversas com bancos de investimento do Brasil e fora, acompanhando de perto o mercado e as oportunidades.”

O executivo ainda que, apesar da alta de custos, a companhia conseguiu a alavancagem a ano e conseguiu fazer a distribuição extraordinária de Juros sobre o Capital Próprio (JCP). “Nosso caixa continua super robusto”, disse.

Desabastecimento

A M. Dias Branco informou que não corre perigo de desabastecimento agora, apesar da guerra Rússia e Ucrânia, dois grandes produtores entre trigo. “Não enxergamos esse risco”, disse Theodozio. “Continuamos tendo acesso a vários volumes para agora e futuros. Não passou a fazer parte da nossa agenda, não contamos com isso.”

O diretor de Novos Negócios e Relações com Investidores da M. Dias Branco, Fabio Cefaly, afirmou que a companhia não compra trigo nem da Rússia e nem da Ucrâniae que as maiores origens da companhia são Argentina, Brasil, Estados Unidos e Canadá. “Além disso, M. Dias, situação, o que dá quatro meses de flexibilidade de olhar, com a tranquilidade para medidas no momento certo”, disse.

Quanto custou-se ao custo americano, a economia do dinheiro real em moeda da companhia.

Para 22, a empresa estima que a pressão de custos será ainda possível em 2021, portanto, não será possível prever ganhos de lucro suficientes para prever uma economia de custos maior/receita líquida.

Em uma perspectiva conservadora, a companhia manterá o patamar das expectativas para 2021.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here