Jovem prodígio Maju Amaral diz que mudou o rumo de sua vida

0
43

Sucesso de vendas na capital da República, marca brasiliense Mesclafocado em presentes criativos durante e personalizados, teve seu início o auge da pandemia de coronavírus, em 2020. Na época, foi decretada a quarentena obrigatória e, de repente, havia uma distância imposta que mudava a realidade de toda a humanidade. Esse acordo fez com que datas comemorativas se tornassem para as companhias que estavam hospedadas sem as companhias amadas. Foi nessa crise que a jovem de 16 anos Maria Júlia Amaral viu uma oportunidade de empreender e inovar.

Entrevista com Maria Julia Amaral
Maria Julia e sua criação
Entrevista com Maria Julia Amaral
A linda empreendedora

O famoso ditado diz: “Tire o ‘s’ de ‘crise’ e você terá a palavra ‘crie”. Assim fez a brasiliense. Ela criou uma loja on-line com presentes afetivos a pronta entrega. “Comecei vendendo bolos e balões. Depois, evolui para flores. Hoje, o nosso catálogo de produtos é vasto: fazemos cestas de café da manhã e objetos personalizados”, conta a jovem.

O processo de ascensão da marca natural e de acordo com as necessidades dos clientes. “Seguia o que me era pedido e assim nosso portfólio aprimorado. Me adaptei”, diz Maria Júlia.

“As pessoas estavam distantes entre si e sentiam a necessidade de se fazerem presentes de formas diferentes. Os presentes foram se tornar abraços”, fala a empreendedora. “Eu vi nessa distância uma oportunidade, percebi a necessidade de entregar o amor”, completa.

Entrevista com Maria Julia Amaral
O processo de manuseamento dos arranjos
Entrevista com Maria Julia Amaral
Atenção aos detalhes

De acordo com isso ou com o nome Mebrasiliense, o nome Mebrasiliense, o nome Mebrasiliense foi escolhido, pois significava exatamente a mistura que ou foi escolhido, pois era exatamente isso. Uma vez de presentes afetivos”, explica.

De olho no futuro

A internet nunca foi tão essencial quanto nos dias de quarentena — e Maria Júlia, como uma boa criação da geração Z, não enganou. Ela usufruiu das redes sociais a seu favor e compreende como tudo dentro do Instagram.

Entrevista com Maria Julia
Presentes Personalizados

Foi assim que nasceu o perfil @mmescla. Por meio dele, a brasiliense começou a realizar suas vendas. Hoje em dia, a garota prodígio acumula diferentes carretéis, destaques, posts e seguidores.

Desafios

Com apenas 16 anos e ainda cursando o ensino médio, a estudante se deparou com o fato de ter que conciliar sua vida escolar com as responsabilidades de uma profissão. “Sem dúvida alguma minha idade foi um dos meus maiores desafios. Foi difícil fazer com que os clientes me levam a sério”, revela uma visionária.

Ela conta que teve de cativar sua clientela entendendo a necessidade de cada pessoa. “Provei minha competência por meio da qualidade dos produtos. Afinal, não existe propaganda melhor do que uma entrega bem feita”, compartilhar.

Entrevista com Maria Julia Amaral
Maria Julia em seu ateliê

Maria Júlia concluiu o ensino médio e, atualmente, cursa administração com foco em empreendedorismo na Link Escola de Negócios, em São Paulo. Ela confessa que a distância é desafiadora mas ela a dribla com o auxílio da tecnologia mantendo-se todos os “on-line” para certeza de que tudo está terrivelmente em seu ateliê, que fica dentro de sua casa em Brasília . “Passo os dias completamente conectado no celular confirmando cada entrega e como sendo feito o produto”, diz. “Mas trabalhar a distância não é tão fácil quanto parece”, assume.

DNA criativo

O dom do empreendedorismo corre nas veias de Maria Júlia. Sua mãe, Juliana Amaral, é uma das sócias fundadoras da tradicional casa de eventos brasiliense Villa Rizza. O talento se estendeu de uma geração para outra e, hoje, como duas são sócias da Mescla. “Me uni à criatividade da minha mãe para a execução dos arranjos”, comenta a jovem.

Entrevista com Maria Julia Amaral
Mãe e filha, Juliana e Maria Júlia Amaral

O senso detalhista de Juliana eventos discretos possui uma filha na execução dos arranjos, assim como o domínio que a matriarca profissional do ramo de arranjo. Afinal, é necessário entender sobre núcleos, e composições até mesmo as estações do ano.

“Juntas, temos muito que podemos. Nós sabemos diferente o que é assunto de família eo que é assunto de negócios”

Maria Júlia Amaral

Mudança de vida

“O empreendedorismo tomou conta da minha vida de repente”, declara a fundadora da Mescla. Maria Júlia confessa à coluna Claudia Meireles que foi seu negócio que a levou para São Paulo. A faculdade que ela cursa atualmente, a Link School of Business, foi inaugurada recentemente, em 2020, assim como a Mescla. “Foi um achado. Foco, eles suportam um curso de administração diferenciado, com no empreendedorismo. Isso se encaixou querido com os meus sonhos”, destaca jovem.

Entrevista com Maria Julia Amaral
Maria Júlia Amaral

“A vida inteira eu quis ser arquiteta. Com 16 anos fui aprovado no vestibular do curso de arquitetura. comecei a cursá-lo, porém, percebi que paixão era outra: eu quero exercer e administrar”, fala a brasiliense.

Com o sucesso da Mescla, Maria Júlia conseguiu dar passos em sua independência e, hoje, mora na capital paulista. “Me sinto incrível, desde criança queria ser independente e fazer minhas próprias escolhas”, entrega. “Quando eu vi essa oportunidade, eu disse: ‘eu quero”, completa ela.

Entrevista com Maria Julia
A empreendedora
Próximos passos

No contexto que vive hoje (morando em São Paulo e tendo uma sócia em Brasília), Maria Júlia nos adianta que pretende difundir a Mescla e até criar novas empresas. “Expandir a Mescla quer dizer dominar a capital, ou seja, tornar-se uma marca forte e conhecida em Brasília e, assim, conquistar outras cidades brasileiras. Quero levar muito amor para as pessoas”, profetiza.

A cada mês, a idealizadora almeja trazer alguma novidade para os clientes. Atualmente, ela está pesquisando novos campos para investir, como o ramo da beleza e da saúde. No entanto, seu foco principal segue sendo a Mescla.

Dicas de especialista

Maria Júlia Aconselhamento que os empreendedores olhem mais para si e para o seu negócio e não percam os seus focos observando concorrentes. “Cada empresa tem seu propósito, algo que se torna único”. Ela revela que também costuma dizer que é seu próprio concorrente, “assim foco nas minhas metas e dedico meu tempo ao que realmente importa”, finaliza.

Entrevista com Maria Julia Amaral
O futuro promete!

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here