Como o avião voa?

0
83

É comum a ideia de que apreciemos já um canto do mundo, o que ainda não apreciámos uma questão de alçar o suficiente. Contudo, no século passado, essa habilidade incrível de voar só estava a ser desenvolvido.

Imagine que o Drummonia pensa que os Santos sabem que as pessoas entram em pensamentos que comportam a pressão das pessoas, e ainda chegam ao local com o mínimo de turbulência e tempo!

Ele certamente ficaria chocado com a realidade que temos hoje. Graças à sua invenção e aos avanços que outros fizeram na área da aeronáutica, tudo isso é possível. Além disso, surpreendentes são feitos todos os dias.

Mesmo havendo aviões por algumas décadas nos nossos céus, ainda há pessoas com a pergunta: como comum o avião funciona? Descubra agora!

Como o avião voa?

Se você já observou um avião decolar ou pousar, sabe que seus motores não são silenciosos. Assim, os motores a jatos são longos tubos que queimam um fluxo constante de combustível e ar, sendo que são mais barulhentos que um motor de hélice.

Sendo assim, é possível achar que a chave de fazer um avião seja os motores, mas essa não é a verdade. Afinal, temos exemplos de aviões sem motores e até de muitos animais que consegue voar sem motor.

Para compreender como um avião consegue voar, é necessário entender as funções dos motores e das primeiras asas. Dessa forma, os motores de um avião são feitos para fazer a aeronave ir para frente em uma velocidade maior.

Isso faz com que passe rapidamente pelas asas, o que empurra ou para baixo, gerando força que sobe. Essa força chegar a chegar ao peso do avião, o fazendo chegar. Então, o motor faz o avião ir para frente, enquanto asas fazem o avião ir para cima.

Como asas funcionam?

Panrotas

Basicamente, como assim sua pressão, a aeronave para mudar a direção do vento como sua pressão. Agora que sabe que asas são o motivo para fazer algo voar, como elas funcionam?

Em livros de ciência, a explicação é a seguinte: a maior parte das asas de avião são curvadas na parte superior e retas na parte inferior. Isso porque, quando o ar bate na parte curvada, ele tem um caminho maior para comparação em comparação com a parte inferior. Então, o vento precisa ir mais rápido para cobrir a mesma distância no mesmo intervalo de tempo.

Dessa forma, de acordo com o princípio da aerodinâmica chamada lei de Bernoulli, ou rápido tem menos pressão que o ar lento. Então, acima da asa possui menos pressão que a região de baixo. Por isso, cria-se o movimento que empurra o avião para cima.

Assim, a explicação popular inclui a sustentação equí comum, e dá uma resposta rápida correta, usa um argumento também lógica mas também sentido físico de Bernoullivos e enganosos, conta inteiramente o sentido físico de Bernoullivo e enganosamente, professor Holger Babin da Universidade de Cambridge. .

Com isso, novamente a explicação correta é a seguinte: quando o estiver passando sobre a superfície curvada, a inclinação natural é para fluir em uma linha reta, mas a curvatura puxa o ar seu redor da asa e para no final. Isso é estética como o ar, o que altera a pressão.

Pela razão oposta, a pressão na parte de baixo aumenta e essa diferença de pressão causa uma diferença de velocidade também. As tentativas de chegada de um movimento mais rápido, a chegada de um movimento para cima. Por isso, o avião consegue se levantar do chão, com o motor ajudando com a intensidade do ar.

Fonte: Recreio

Esse conteúdo Como o avião voa? foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here