Fintech Bullla oferece cartão que antecipa o salário sem juros

0
49

UMA fintech Bullla, que começou como operações da WEX no final de 2020, cerca de 100 mil novos cartões em pouco menos um para mais de mil empresas parceiras, antecipações de salários sem juros para os funcionários e sem desembolso para os disponíveis.

Dessa forma, uma instituição passou de 250 mil contas ativas em setembro de 2020 para 350 mil em janeiro deste ano.

A modalidade do cartão de antecipação salarial com limite de crédito especial como benefício de empresas aos seus colaboradores cresceu 40% no Brasil. Os dados informados são da própria instituição.

No fim de 2020, a fintech se tornou responsável pela administração da WEX, empresa que tem origem norte-americana com sede em São Paulo que oferece soluções de crédito e meios de pagamento.

Ao longo de 2021, o Bullla contabilizou, em média, 14 mil operações por meio do cartão, com movimentação superior a R$ 204 milhões no ano entre compras, saques e transferência.

Ainda levantamento da fintech, 44% dos assalariados que usaram 2021 possuem renda entre R$ 000 e R$ 2.00 segundo cartão mensal1. Atualmente, como principais profissões dos usuários do cartão Bullla são: vigilantes, atendentes de telemarketing, vendedores, vendedores, caixas de supermercado e profissionais do setor de limpeza, dentre outras.

Do total de contas ativas do cartão Bullla, 60% são de colaboradores do sexo masculino. Entre os usuários, 35,6% possuem entre 24 e 34 anos de idade e 28,27% têm entre 35 e 44 anos. Outros 15,51% possuem de 45 a 54 anos, 13,8% têm até 23 anos e 6,79% possuem mais de 55 anos de idade.

Sobre o cartão Bullla e antecipação salarial

O cartão, com bandeira Mastercard, permite antecipações salariais de até 30% adicional do valor da remuneração, sem juros para funcionários e sem juros mensais ou custo para juros. Além disso, o cartão conta com um limite de crédito especial aprovado e disponível para todos com utilização imediata.

Por meio do cartão Bullla, como inclusão financeira dos funcionários, mesmo que restrição no mercado público esta negligência pelas instituições tradicionais. Com o cartão em mãos, têm acesso fácil, útil e com acessos mais usados, que podem ser para uma emergência ou para questões do dia a dia.

“É uma modalidade que aumenta a autonomia financeira aos colaboradores, com redução do absenteísmo e aumento da produtividade nas empresas. Comprado pelo colaborador – feito, o cartão já possui do crédito aprovado para crédito e não pré-aprovado, o desconto dos valores feito automaticamente em folha, sem cobrança de juros feito o CEO do Bullla, Marcelo Villela.

Dessa forma, o cartão é uma solução de crédito que ajuda milhares de empresas na gestão de pagamento com otimização do fluxo de caixa Redução de custos, maior eficiência e agilidade operacional.

No Bullla adotaram uma solução que teve um crescimento de 20% entre 220 e janeiro de 2022 e tem planos de fechar esse ano com mais 1,6 mils.

Vale relevo que o cartão Bullla está presente em todo o território nacional, com destaque para os estados de: São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Rio Grande do Sul, Bahia, Paraná e Minas Gerais.

Mais informações sobre fintech

Autorizadas desde 2018 pelo Banco Central, as Seps trabalham em um nicho de mercado que promete o acesso mais democrático à tomada de crédito. Com isso, as empresas com juros mais baixos e processos de menos burocráticos.

Dessa forma, com uma estrutura inteligente, o Bullla oferece crédito a tomadores de forma digital e descomplicada fazendo a ponte de quem precisa de dinheiro e quem pode emprestar. O cartão Bullla também oferece crédito para trabalhadores das classes C e D, mesmo que haja restrição no mercado.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então não siga não canal do youtube e em nossas redes sociais, como o o Facebook, Twitter, Contração muscular e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: Mix and Match Studio / Shutterstock.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here