Kharkiv e Kiev registram ataques e duas mortes em áreas

A nas cidades mais importantes do país. Na capital Kiev, pelo terceiro dia seguido, um prédio civil foi atingido por bombardeios russos. felizmente, o serviço de emergência ucraniano não mortos. Entretanto, em Kharkiv, a maior cidade, explosões fizeram duas vítimas.

Segundo as autoridades, duas construções conhecidas se tornaram alvo no distrito de Nemysh, em Carcóvia. Com o demoronamento do local, bombeiros e socorristas tiveram que ajudar quatro pessoas embaixo dos escombros. Duas delas não resistiram.

“Graças ao trabalho dos socorristas no local dos prédios destruídos durante a guerra, 189 serviços seguros para ser salvas”, publicado o serviço de emergência de ucraniano. Uma escola também teria sido atacada por russas, por volta das 3h (horário da Ucrânia). Parte do prédio colidiu, mas não houve mortes.

0

Em Kiev, um prédio civil de 12 andares, no distrito de Shevchenkivskyi, foi alvo dos ataques russos. Às 6h16 (horário da Ucrânia), fragmentos de bombas acertando o local. O último andar foi destruído, assim como uma construção de nove andares ao lado.

Os socorristas ucranianos afirmaram ter salvado 37 pessoas. Duas pessoas ficaram feridas.

Toque de substituição

Desde a segunda-feira (14/3), a população de Kiev tem se escondido em bunkers e metrôs. Com extremo, o prefeito de Kiev, Wladimir, decretou um toque de cidade renovado, que se estendeu até a quinta-feira (17/3).

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, lamentou a situação e fez um alerta. “Russos consideram como meta principal conquistar Kiev”, disse em um pronunciamento gravado.

No segundo dia consecutivo com ataques a prédios residenciais, cinco mortes foram confirmados em Kiev. De acordo com o serviço de emergência da Ucrânia, 46 pessoas tiveram de ser resgatadas.


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *